Dia do Nascituro é celebrado com Missa na Catedral

Bebês que ainda estão no ventre materno são recordados também durante a Semana Nacional da Vida/ Foto: Arquivo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

No dia 8 de outubro, a Igreja do Brasil celebra o dia do Nascituro. A data, já fixa no calendário da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), marca o final da Semana Nacional da Vida e é recordada no calendário oficial de Juiz de Fora desde 2010.

Neste ano, a Catedral Metropolitana torna a sediar uma Missa especial em alusão ao dia. A celebração acontece nesta sexta-feira (8), às 12h, presidida pelo Vigário Episcopal para Vida e Família, Padre Laureandro Lima da Silva. Na ocasião será dada uma benção especial às gestantes.

No ano passado, por ocasião dos dez anos da lei municipal que introduziu a data no calendário da cidade, em uma celebração com menos fiéis, Padre Laureandro destacou que celebrar dia do Nascituro é motivo de alegria e esperança. “Percebemos, de forma tão rica, que a vida é um dom de Deus. Vale a pena a gente recordar que, em Deus, nos movendo somos e existimos”, afirmou o Vigário Episcopal para Vida e Família.

Celebrar o nascituro é, de acordo com Dom Ricardo Hoepers, Bispo de Rio Grande (RS) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da CNBB, uma grande conquista que o Brasil conseguiu trazer para toda a sociedade, especialmente por uma pressão que foi realizada pelos grupos pró-vida, pela Igreja Católica e também por algumas outras igrejas não católicas, mas que têm a mesma mentalidade pró-vida e compreendem a importância de evitar a ideologia de que o aborto é um sinal do direito e do progresso.

Além da Missa na Catedral, o Vicariato para Vida e Família da Arquidiocese de Juiz de Fora convocou todas as paróquias para a realizarem em cada igreja a Adoração ao Santíssimo no horário da misericórdia, às 15h, em favor das gestantes. Além disso, convida a todos para um momento de devoção e unidade com toda a Igreja do país, acendendo velas e rezando a Oração do Nascituro.

*Com informações da CNBB

Veja Também