Dezenas de pessoas participam de Curso de Planejamento Familiar

DSC 0146
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Neste sábado (28), dezenas de pessoas marcaram presença no Curso de Planejamento Familiar promovido pelo Vicariato para Vida e Família da Arquidiocese de Juiz de Fora. O evento, realizado pela primeira vez em nossa Igreja Particular, tratou do Método de Ovulação Billings (MOB) e foi ministrado por agentes da Pastoral Familiar da Arquidiocese de Mariana/MG. O encerramento se deu com a celebração de Santa Missa, presidida pelo arcebispo metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira.

A formação, voltada principalmente para os agentes da Pastoral Familiar da Arquidiocese de Juiz de Fora, que trabalham na preparação de homens e mulheres para a vida matrimonial, também contou com a participação de casais. Segundo o vigário episcopal para Vida e Família, Pe. Laureandro Lima da Silva, o encontro deste sábado foi para que fossem lançadas as primeiras sementes para o caminho de formação de marido e mulher, para possibilitar que cresçam dentro do projeto de Deus. “Esse tema é importante porque está ligado à questão da vida. A vida é um dom de Deus. O casal é chamado a estar sempre aberto à experiência da vida, e o MOB os ajudará a viver a vida conjugal com respeito e carinho. Nós temos a pretensão de instalar na Arquidiocese um núcleo para poder ajudar tanto os agentes como os casais para praticarem esse método”, afirma.

Dom Gil afirma que o MOB é apoiado pela Igreja Católica e elogia o trabalho da Pastoral Familiar no incentivo ao planejamento aos casais no momento de terem filhos. “A Igreja não obriga que homens e mulheres tenham quantos filhos a natureza lhes fornecer, eles podem limitar o número de crianças, desde que seja de forma moral e ética. O método mais humanitário é o método Billings, porque é natural, não agride nem a criança, nem o casal”.

Uma das responsáveis pelo curso deste sábado, Geralda Maria Eleutério Vasconcelos, que é coordenadora do CEVAVI – Centro de Valorização da Vida – em Mariana/MG, destaca que o Método de Ovulação Billings deve ser utilizado por aquelas pessoas que desejam planejar os filhos sem agredir sua saúde. “Ele deve ser adotado por cristãos que têm a consciência da beleza do seu corpo e não procuram outros métodos artificiais que agridem a sua saúde e o relacionamento do casal”. Vale destacar que o CEVAVI é ligado ao CENPLAFAM – Centro de Planejamento da Família –, órgão que, por sua vez, é reconhecido pela CNBB.

Os interessados em saber mais sobre o Método de Ovulação Billings podem visitar a página na internet do CENPLAFAM, basta clicar aqui

Outras fotos da formação estão disponíveis na Galeria de Fotos.

Outras informações:
Assessoria de Comunicação Arquidiocese de Juiz de Fora: (32) 3229-5450

Veja Também