Comissão busca favorecer mecanismos para o amadurecimento do jovem na sua vocação

0

A Comissão para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) tem como atribuição favorecer mecanismos (estruturas, formação, instrumentos) para o amadurecimento do jovem na sua vocação de discípulo missionário de Jesus Cristo. Essa atribuição desdobra-se na incumbência de construir o Plano de Evangelização da Juventude, refletir sobre a juventude em sua diversidade cultural, social, geográfica, pastoral, entre outras iniciativas.

Neste quadriênio (2019-2023), a Comissão conta com uma nova presidência e dois novos bispos referenciais. Saiba quem são:

Presidente

  • Dom Nelson Francelino Ferreira

Dom Nelson Francelino nasceu em Sapé, na Paraíba, em 26 de fevereiro de 1965. Cursou Filosofia na Faculdade Eclesiástica de Filosofia João Paulo – seminário Rio de Janeiro (1984-1985) e Teologia no Instituto Superior de Teologia da arquidiocese do Rio de Janeiro (1986-1989).

Foi ordenado presbítero em 4 de agosto de 1990, no Rio de Janeiro. Em 24 de novembro de 2010, foi nomeado bispo auxiliar de São Sebastião do Rio de Janeiro pelo Papa Bento XVI e ordenado bispo em 5 de fevereiro de 2011.

Dom Nelson possui mestrado e doutorado em Teologia Sistemática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e está no governo pastoral da diocese de Valença desde a sua posse, em 5 de abril de 2014.

Após sua ordenação episcopal, foi bispo auxiliar do Rio de Janeiro de 2010 a 2014 e é membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB desde 2015.

Bispos referenciais

  • Dom Antônio de Assis Ribeiro, bispo auxiliar de Belém (PA)

Natural de Ourém (PA), diocese de Bragança do Pará, dom Antônio nasceu em 26 de julho de 1966. Estudou Filosofia em Manaus, entre 1987 e 1990, e depois na Universidade Católica de Brasília. Em Roma, estudou Teologia na Universidade Pontifícia Salesiana, de 1991 a 1994, e Teologia Moral na Academia Alfonsiana, entre 1997 e 1999.

Emitiu a profissão religiosa em 10 de janeiro de 1987 na Sociedade Salesiana de São João Bosco e foi ordenado sacerdote em 17 de junho de 1995. Em sua Congregação, serviu como vigário paroquial, pároco, diretor de escola, conselheiro e professor nas cidades de Manaus, Belém, e nas dioceses de São Gabriel da Cachoeira e Humaitá.

Desde 2013, é Vice-Inspetor e Delegado para a Pastoral Juvenil e Vocacional na Inspetoria Salesiana São Domingos Sávio, com sede em Manaus. Em 28 de junho foi nomeado pelo papa Francisco como bispo auxiliar de Belém.

  • Dom Amilton Manoel da Silva, bispo auxiliar de Curitiba (PR)

Nascido em 02 de março de 1963, em Osvaldo Cruz (SP). Dom Amilton Manoel da Silva ingressou na Congregação da Paixão de Jesus Cristo em 1991. Cursou Filosofia na Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba (PR), de 1992 a 1995. Possui bacharelado e licenciatura em Filosofia, História e Psicologia. Fez a sua primeira profissão religiosa no dia 18 de janeiro de 1997, e foi ordenado presbítero em dezembro de 2000.

Como presbítero, foi coordenador da equipe de espiritualidade da Família Passionista do Brasil, de 2002 a 2009, e secretário dos Superiores Maiores Passionistas da América Latina, de 2004 a 2007. Na província do Calvário, atuou como vigário paroquial das paróquias Nossa Senhora do Rosário e Santa Teresinha de Lisieux, em Colombo (PR), de 2001 a 2007. Foi ainda formador dos postulantes de 2001 2003, mestre dos noviços de 2004 a 2012 e conselheiro provincial de 2009 a 2001.

Também foi pároco da paróquia São Paulo da Cruz, em São Paulo (SP). Em 07 de junho de 2017 foi nomeado como bispo auxiliar de Curitiba pelo papa Francisco.

Assessores

Pe. Antônio Ramos de Prado, SDB – Externo
Assessor interno – a definir

Fonte: Site da CNBB

Conteúdo Relacionado
X