Comissão Ampliada para o II Sínodo Arquidiocesano se reúne na Cúria Metropolitana

0

Nessa quinta-feira, 14 de fevereiro, o prédio da Cúria Metropolitana sediou mais uma reunião de preparação para o II Sínodo Arquidiocesano. Religiosos e leigos pertencentes à Comissão Ampliada encontraram-se com o arcebispo metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, para apresentarem os resultados obtidos até aqui e definirem os próximos passos.

Nos últimos meses, onze equipes de “missionários sinodais” iniciaram visitas a paróquias de Juiz de Fora com o intuito de conhecerem suas realidades e ajudarem no preenchimento de um questionário que será utilizado na realização do Sínodo. Depois de finalizada essa fase, será a vez das comunidades do interior.

“Um grande questionário já foi distribuído a todas as paróquias, porque o Sínodo pretende fazer uma revisão minuciosa da vida da Igreja na cidade, no interior, na zona rural, em todos os lugares onde a Igreja chega ou deve chegar. Esse questionário pretende nos possibilitar uma grande análise da Arquidiocese para ver se ela está cumprindo a sua missão totalmente, parcialmente ou se ainda há muitas lacunas a serem preenchidas”, contou Dom Gil.

A reunião teve início com momento formativo, centrado na origem etimológica da palavra sínodo, que significa “caminhar juntos”, e naquilo que a Igreja e o Papa Francisco falam sobre o tema. “Nosso objetivo é levar o nome de Cristo para os outros, fazer discípulos para Cristo. Então, o espírito sinodal naturalmente leva ao espírito missionário”, ressaltou ainda o arcebispo.

Segundo o secretário-executivo da Pastoral Arquidiocesana, Padre Everaldo José Sales Borges, durante o encontro também foram indicadas as próximas etapas. “Como nós estamos fazendo essa fase do Sínodo só com relação à Igreja que está dentro da cidade de Juiz de Fora, nós temos que pensar agora passos na direção das comunidades de vida, das associações, das escolas católicas, das congregações, que também são contempladas no sínodo, porque o objetivo é que a gente continue um caminho juntos”.

A missão, de acordo com o Padre Gleydson Pimenta de Faria, será um dos focos do II Sínodo Arquidiocesano. “Nosso sínodo se propõe a trabalhar a evangelização. O grupo se dedica a esse momento de trabalho para que possamos gerar um novo tempo na nossa Arquidiocese, e vivermos ainda mais a sua vocação missionária”.

A previsão é que o II Sínodo tenha início no final do mês de outubro de 2019, que será, por decisão de Papa Francisco, um mês missionário extraordinário. Vale lembrar que ele acontecerá dez anos após o primeiro, realizado de 2009 a 2011.

Confira a cobertura da WebTV A Voz Católica:

Conteúdo Relacionado
X