CNBB Social: revista apresenta experiências de transformação promovidas pela Igreja

0

325 crianças e adolescentes de 102 famílias no projeto social “Correndo atrás de um sonho”, quase 500 milhões de atendimentos anuais em obras sociais da Igreja, 220 projetos aprovados anualmente pelo Fundo Nacional de Solidariedade (FNS), 2172 hospitais sem fins lucrativos ligados à Confederação das Santas Casas. Os números traduzem um traço da ação solidária da Igreja no Brasil no campo da promoção humana e da transformação social, e estão publicados na primeira edição da revista CNBB Social, lançada na Quarta-feira de Cinzas, 6 de março.

Segundo o subsecretário adjunto geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), padre Antônio Silva da Paixão, a revista foi elaborada e publicada com dupla finalidade: “Primeira, presentear os protagonistas da solidariedade com a alegria de poderem passar em revista o fruto do seu gesto concreto. Segunda, oferecer às pessoas de boa vontade a possibilidade de terem sob sua vista as boas obras realizadas, e, assim, aceitarem o convite para colocar em ação o desejo de fazer o bem”.

Um dos destaques da publicação é o projeto social “Correndo atrás de um sonho”, sediado na região administrativa de Brazlândia (DF) e coordenado pela CNBB Matriz. A iniciativa contempla as atividades esportivas e o serviço de fortalecimento de vínculos, que envolve as famílias e a comunidade local. Uma das beneficiadas pelo projeto é a atleta veterana Mirthes Maria Alves da Silva, 57 anos, que estampa a capa da revista. De fumante, Mirthes se tornou campeã de atletismo após os 50 anos de idade.

A revista também apresenta dados inéditos de uma pesquisa encomendada pela CNBB, em 2014, sobre a atuação social da Igreja no Brasil. O cientista social Silvio Sant’Ana é presidente da Fundação Grupo Esquel Brasil (FGEB) e coordenou a investigação cuja amostra foram 26 Igrejas Particulares, entre dioceses e arquidioceses brasileiras.

Em parceria com entidades que realizam o trabalho social a partir do mandato evangélico, foram apresentadas experiências de atuação social da Pastoral da Criança, por meio do trabalho voluntário; das Conferências da Sociedade de São Vicente de Paulo, os vicentinos; a ação solidária da Cáritas Brasileira; e o pioneirismo do atendimento em saúde das Santas Casas de Misericórdia e hospitais filantrópicos no Brasil.

A revista ainda conta com um artigo do arcebispo de Brasília e presidente da CNBB, cardeal Sergio da Rocha; uma matéria sobre o Fundo Nacional de Solidariedade da CNBB e uma entrevista do secretário-geral, dom Leonardo Steiner, na qual destaca a ação social da Igreja como uma “exigência da fé”.

“Reconhecemos, com ação de graças a Deus e com profunda gratidão, as inúmeras atividades desenvolvidas no âmbito da promoção humana e da transformação social, pela Igreja no Brasil, através da CNBB e dos seus organismos, das dioceses e congregações religiosas, das pastorais e movimentos eclesiais”, afirmou cardeal Sergio da Rocha.

Para Dom Sergio, são admiráveis “a dedicação e a generosidade de tantas pessoas e instituições em projetos e atividades de promoção humana, de serviço solidário, nos campos da educação, da saúde, da assistência social, da justiça e da paz, especialmente entre os pobres, nas periferias das cidades e no campo”.

Embora a relevância da Igreja não se reduza a sua ação social, ponderou o cardeal, “são muito importantes para expressar o seu papel na sociedade os projetos sociais, as ações caritativas e as iniciativas de solidariedade e de serviço, motivadas e alimentadas pela fé em Cristo”.

Baixe a revista aqui.

Fonte: Site da CNBB

Conteúdo Relacionado
X