Centro Pastoral Jesus de Nazaré é inaugurado na Paróquia São José, em Juiz de Fora

0

Na manhã do último domingo, 26 de janeiro, o Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, presidiu a Missa de reinauguração do Centro Pastoral da Paróquia São José, localizada no Bairro Costa Carvalho, em Juiz de Fora. Na ocasião, a comunidade ainda homenageou o pastor por seus dez anos na Arquidiocese, completos em março de 2019.

Concelebraram com o Arcebispo o Administrador Paroquial, Padre Pierre Maurício de Almeida Cantarino, e o capelão dos Arautos do Evangelho, Padre Sebastião Alves, EP. A Eucaristia também contou com a presença do Prefeito de Juiz de Fora, Antônio Almas, e do juiz Paulo Tristão. Ambos estavam acompanhados de suas esposas. A cerimônia foi abrilhantada pela participação da Corporação Musical de Bicas (MG) e da banda e do coral dos Arautos Juiz de Fora.

A iniciativa de reforma do espaço que já existia na paróquia, para que fosse utilizado pelas pastorais e movimentos, foi do Administrador Paroquial, Padre Pierre Maurício de Almeida Cantarino. “Quando nós chegamos aqui, observamos que esse salão era mal dividido, não tinha a estrutura de que necessitava a paróquia, devido aos muitos movimentos, às muitas pastorais que aqui funcionam. Foi quando nós decidimos reformá-lo. Hoje, funcionam de maneira muito específica neste grande salão os encontros de jovens (JoAM), o Acampamento, as pastorais e temos a assistência aos moradores de rua por meio da comida que nós fazemos”. Por motivação de Dom Gil, o Centro Pastoral recebeu o nome “Jesus de Nazaré”. “Em homenagem ao nosso amantíssimo São José e também à Virgem Maria, Mãe dos Impossíveis, intercessora fiel nos pedidos e nas preces impossíveis”, contou Padre Pierre.

O Arcebispo de Juiz de Fora ressaltou a importância de toda paróquia possuir um espaço para as reuniões pastorais. “Agora, na época do 2º Sínodo Arquidiocesano, a gente tem como objetivo também incentivar, revitalizar as pastorais, e o Centro Pastoral cumpre um papel muito importante nessa tarefa”. Dom Gil recordou que, naquele dia, a Igreja celebrava o primeiro Domingo da Palavra de Deus. “A pastoral é a maneira de colocar a palavra de Deus em vida, em ação. É através do trabalho pastoral que a palavra de Deus é semeada, é vivida”.

Por conta de compromisso na Catedral Metropolitana, Dom Gil passou ao arauto Padre Sebastião a responsabilidade de abençoar o novo espaço reservado às pastorais e movimentos. Após a bênção e o descerramento da placa de inauguração, os fiéis presentes puderam conhecer o local.

Clique aqui e confira mais fotos.

Conteúdo Relacionado
X