Centro Cultural Missionário apresenta nova marca

O Centro Cultural Missionário (CCM) apresentou, nesta sexta-feira, 10 de novembro, a sua nova identidade visual. A marca atualizada será destaque no stand do organismo eclesial durante o 5º Congresso Missionário Nacional, que começa hoje em Manaus (AM).

“A iniciativa de buscarmos a atualização da marca do Centro Cultural Missionário está no contexto das atualizações de programa e estrutura neste novo quadriênio, buscando fortalecer a identidade missionária da instituição e torná-la mais conhecida em toda a Igreja no Brasil”, contou o diretor do CCM, padre Tiago Camargo.

A atualização da marca do CCM está em sintonia com o reposicionamento da marca da CNBB, concretizado com a atualização da marca em 2022, e busca solucionar a falta de proximidade visual entre as duas instituições, além de atender à necessidade de ter uma marca que dialogue diretamente com todas as suas finalidades.

“Hoje, compreendendo o CCM como filial da CNBB, buscamos aproximar essa relação já na identidade visual da nova marcar que busca expressar a abertura para a missão, a multiculturalidade daqueles missionários que chegam ao Brasil vindos do exterior, somada à diversidade cultural dos brasileiros que também são enviados para a missão além-fronteiras, relacionando com o compromisso missionário que a Conferência Nacional tem ao ser chamada a assumir e cooperar com a missão universal recebida de Jesus Cristo”, explicou padre Tiago.

Multicultural

A nova marca é formada por quatro formas que unidas representam o globo terrestre. Cada forma tem uma das cores missionárias: amarelo, vermelho, verde e azul.

O desenho considera a tradução das culturas de diferentes maneiras como por formas, cores, símbolos, etc. “Neste caso, as cores das missões estão aqui para representá-las, então apresentamos o multiculturalismo com as diferentes tonalidades de cada cor, o que nos remete às diferentes formas e profundidades que a cultura pode ter”, lê-se na explicação da marca.

“As cores missionárias realmente trazem as missões de uma forma literal na assinatura visual. Elas foram distribuídas de forma análoga em sentido horário para trazer harmonia partindo do azul ao vermelho, com a intenção de que as cores da bandeira do Brasil fiquem juntas para reforçar os aspectos da cultura, agora de forma nacional”, explica o manual.

O CCM

O Centro Cultural Missionário (CCM) é um organismo vinculado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e tem por finalidade: oferecer um percurso de iniciação à missão no Brasil para missionárias e missionários que chegam do exterior; promover cursos de formação missionária para brasileiras e brasileiros enviados a outra região ou páis como missionários além-fronteiras; realizar eventos de estudo e aprofundamento sobre teologia, espiritualidade e prática de missão para diversos segmentos eclesiais; e formentar o surgimento e a capacitação específica de animadores missionários na Igreja no Brasil.

Com mais de 60 anos de história deste Centro que, somando o caminho percorrido pelos departamentos “Centro de Formação Intercultural” (CENFI), “Serviço de Colaboração Apostólica Internacional” (SCAI) e “Centro de Animação e Estudos Missionários” (CAEM), o CCM colaborou com a formação de muitos missionários e missionárias brasileiros e estrangeiros.

Fonte: Site da CNBB

Veja Também