Celebração de Ramos reúne centenas de pessoas no Centro de Juiz de Fora

DSC02985
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Na manhã deste domingo (29), centenas de fiéis participaram da celebração de Ramos no Centro de Juiz de Fora. Presidida pelo arcebispo metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, a missa foi iniciada na Igreja São Sebastião, de onde saiu procissão até a Catedral Metropolitana, local em que foi dado prosseguimento à Celebração Eucarística. Concelebraram com Dom Gil o vigário geral da Arquidiocese, Monsenhor Luiz Carlos de Paula, e os padres Welington Nascimento de Souza, Norbert Ernst Prittwitz, SVD e Karel Kelalu, SVD. O diácono Waldeci Rodrigues da Silva também esteve presente.

A bênção dos Ramos pelo arcebispo metropolitano foi realizada na Igreja São Sebastião, onde dezenas de pessoas já se reuniam antes mesmo das 9h. Após a bênção e a leitura do evangelho do dia, os presentes saíram em procissão em direção à Catedral Metropolitana, onde mais dezenas de fiéis já aguardavam a chegada do cortejo. Na sede religiosa da Igreja Particular de Juiz de Fora, foi lido o Anúncio da Paixão do Senhor, que recorda as últimas horas de Cristo, até sua morte, na cruz.

Dom Gil destaca o significado e a importância do Domingo de Ramos, que abre a Semana Santa e recorda a entrada solene de Jesus em Jerusalém. “Depois desse momento, acompanhamos os passos de Cristo, seja para aprender a lição do serviço, da Eucaristia, do mandamento novo, da instituição do sacerdócio, a lição do sacrifício da morte, na sexta-feira, e também a expectativa de sábado e a grande vitória da ressurreição de domingo. O Domingo de Ramos abre tudo isso e é preciso que nós estejamos de fato abertos também à ação de Deus”.

O arcebispo ainda observa a forma com que os fiéis devem tratar e se comportar na Semana Santa. “Esta é a chamada Semana Maior. Maior não pelo número de dias, mas pela sua importância. Nela, nós celebramos a Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor. Então é preciso que participemos dessa Semana Santa com intensidade e não com superficialidade. Não basta apenas acompanhar os atos externamente, é preciso deixar que a Palavra de Deus penetre no nosso coração. Viver intensamente essa semana significa estar em oração, em profunda adoração a Deus e também desenvolvendo da melhor maneira que pudermos o exercício da caridade para com os pobres e os pequenos”, finaliza.

Vale destacar que neste Domingo de Ramos foi realizada a Coleta da Solidariedade, gesto concreto e de encerramento da Campanha da Fraternidade. Realizado nas dioceses, paróquias e comunidades de todo o país, tal coleta faz parte dos Fundos Nacional e Diocesano de Solidariedade.

Para conferir mais fotos, clique aqui.

Outras informações:
Assessoria de Comunicação Arquidiocese de Juiz de Fora: (32) 3229-5450

Veja Também