Catedral sedia Missa da Misericórdia com os presos

0

Na manhã deste domingo, dia 17, a Catedral Metropolitana sediou mais uma Missa da Misericórdia com os presos. A celebração foi promovida pela Pastoral Carcerária da Arquidiocesana, em parceria com a Vara de Execução Penal da Comarca de Juiz de Fora, e teve a participação de dezenas de encarcerados, dentre eles algumas mulheres. Os familiares também estiveram presentes nesse momento especial.

A missa foi presidida pelo vigário episcopal da Caridade, padre Geraldo Dondici Vieira. Concelebrada pelo assessor eclesiástico da Pastoral Carcerária (PCr) Arquidiocesana, padre Welington Nascimento e pelo administrador paroquial da Catedral, padre José de Anchieta Moura Lima. Participaram também os diáconos Nivaldo Ferreira (assessor eclesiástico da PCr), Waldeci Rodrigues (Catedral) e Jorge Lopes dos Santos, da Comunidade Evangelizadora Magnificat (CEM), que foi apresentado, ao final da celebração, também como assessor eclesiástico da PCr.

O vigário episcopal da Caridade, padre Geraldo Dondici, em entrevista, expressou sua alegria em participar deste momento tão importante. “Foi com muita alegria que aceitei o convite do padre Welington, e hoje estou aqui para viver esse momento de Misericórdia, tão lindo e importante, com nossos irmãos presos e suas famílias, pedindo que a graça da Eucaristia toque os seus corações, para que essa missa seja para eles, como para nós todos, um momento de transformação e de vida nova”.

Também em entrevista, o assessor eclesiástico da Pastoral Carcerária (PCr) Arquidiocesana, padre Welington Nascimento, falou sobre estar recebendo, na Catedral, 30 pessoas encarceradas com as suas famílias para celebrar a Eucaristia. “Hoje é um dia muito feliz para a Pastoral Carcerária, pois estamos celebrando a Missa da Misericórdia com os presos e hoje é a Missa da Jornada Mundial pelos pobres”, explicou.

Padre Welington agradeceu também a presença do padre Dondici, que presidiu a missa representando o arcebispo metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, que estava realizando compromissos pastorais. Também falou sobre o objetivo desta celebração que teve início no ano de 2016.

“O objetivo dessa missa é buscar a aproximação daqueles irmãos nossos que estão desprovidos da sua liberdade, mas que não deixam de ser filhos amados de Deus. Que a nossa sociedade e a nossa comunidade católica possam sempre se aproximar daquele que está preso, levando a sua palavra e ajudando também para que cada um deles possa fazer esse processo de conversão”, completou.

Logo após a celebração, os presos puderam almoçar com suas famílias no salão da Catedral. Os agentes da Pastoral Carcerária (PCr) da Arquidiocese de Juiz de Fora presentes também participaram dessa confraternização, juntamente com os agentes penitenciários e os diretores das unidades prisionais.

Mais imagens podem ser conferidas no seguinte link.

Fonte: Site da Catedral Metropolitana de JF

Conteúdo Relacionado
X