Arcebispo se reúne com professores e formadores do Seminário Santo Antônio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Na manhã da última quinta-feira, 16 de dezembro, o Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, reuniu-se com os professores e formadores do Seminário Arquidiocesano Santo Antônio. O encontro teve o intuito de avaliar os dois últimos anos, quando o calendário acadêmico foi cumprido à distância em razão da pandemia, e traçar perspectivas para 2022.

Participaram da reunião o Reitor do Seminário, Monsenhor Luiz Carlos de Paula, o Vice-Reitor e Coordenador do curso de Teologia, Padre Antônio Camilo de Paiva, a Coordenadora do curso de Filosofia, Profª. Regina Lúcia Praxedes de Meirelles, além dos professores e sacerdotes formadores. Dom Gil iniciou o encontro agradecendo o empenho e dedicação de todos os presentes, ressaltando que o esforço pela adaptação ao novo sistema de ensino gerou frutos positivos.

“Eu queria conversar com os professores primeiramente para agradecer-lhes o empenho e o bom desempenho durante esses dois anos. O esforço deles foi uma coisa visível, que eu percebi através da aproximação com eles e também da avaliação dos alunos. Nosso seminário foi bem atendido, ambos os grupos – professores e seminaristas – aprenderam a mexer com as plataformas de transmissão de aulas, e isso foi muito importante”, apontou o Arcebispo em entrevista.

A avaliação feita por Padre Camilo também foi positiva. “Estamos muito contentes, porque apesar do desafio da pandemia, a nossa faculdade de Teologia conseguiu não paralisar. A gente já vinha, antes, se preparando para usar essas novas tecnologias na educação, e coincidiu que chegou a pandemia, então nós fomos um dos cursos que não pararam. Continuamos fazendo aulas síncronas, usando a plataforma ‘Canvas’“, explicou. O Vice-Reitor e Coordenador da Teologia, contudo, evidenciou o desejo pelo retorno das aulas presenciais, previstas para 7 de fevereiro de 2022, e disse que o Seminário está se preparando para elas. “As salas estão sendo preparadas para acolher os alunos. Como a fênix renasce das cinzas, nós queremos que esse pós-pandemia seja um momento de esperança, de alegria e de certeza de que Deus está aqui conosco, Deus mora no coração do homem.” “Nós investimos em equipamentos para cada sala, então a perspectiva é fazer as aulas presenciais e também as virtuais com muito mais perfeição do que fazíamos antes”, completou Dom Gil.

A Coordenadora do curso de Filosofia ressaltou o comprometimento dos alunos durante os últimos meses. “Foi um desafio muito grande, mas a gente teve um apoio excepcional tanto do UniAcademia quanto do próprio Seminário, e o mais importante: contamos com a colaboração dos alunos, com a dedicação e com a seriedade deles. Então, somando tudo isso, eu diria que foi um ano de experiências, com muitas dificuldades e muitos obstáculos, mas que a gente conseguir vencer. Tivemos um ano exitoso, tanto do ponto de vista da formação, quanto dos resultados acadêmicos”, afirmou. Prof.ª Regina também se mostrou ansiosa para rever pessoalmente os alunos. “Estamos muito felizes com os resultados dos dois anos, mas ansiosos pelo 2022 e retorno às atividades presenciais. Nós estamos vivendo um novo momento e as relações pessoais terão que ser revistas, terão que ser reestruturadas. É um novo desafio, mas que está sendo muito prazeroso e que todos nós – professores, formadores e alunos – estamos muito ansiosos para que ele chegue.”

Durante a reunião, também foram abordados os trabalhos de conclusão de curso dos cinco seminaristas que passam para a Teologia – todos muito bem avaliados -, e os aspectos canônicos aos quais os formadores e professores precisam se atentar. Os presentes ainda foram familiarizados com o andamento da segunda etapa do II Sínodo Arquidiocesano e da fase diocesana do Sínodo dos Bispos.

Dom Gil aproveitou para anunciar a chegada de novos seminaristas em 2022, pertencentes à Congregação do Santíssimo Sacramento. “Nós ganhamos mais uma comunidade religiosa em Juiz de Fora: os Sacramentinos do Padre Pedro Julião Eymard, que abrem a sua casa em nossa cidade, trazendo os seus seminaristas para fazer Filosofia aqui. Esta avaliação dos Sacramentinos a respeito do nosso curso nos alegra muito, porque poderiam escolher muitos outros lugares para fazer, mas escolheram o nosso Seminário para formar os seus futuros padres”, destacou.

Ficou acertado que a reunião envolvendo o Arcebispo e os professores será realizada duas vezes ao ano, sempre ao final de cada semestre.

Veja Também