Arcebispo inaugura primeiro “Marco de São José”, em Juiz de Fora

0

Foi inaugurado, na manhã desta sexta-feira, 19 de fevereiro, o primeiro monumento arquidiocesano em homenagem a São José. Ele está localizado no pátio da Igreja Matriz que fica na Avenida Sete de Setembro, em Juiz de Fora, dedicada ao pai adotivo de Jesus. O símbolo faz parte dos tributos que nossa Igreja Particular renderá ao Patrono Universal da Igreja neste ano a ele dedicado.

A bênção do local que abrigará a imagem de São José foi conduzida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, após ter presidido Santa Missa. A Eucaristia foi concelebrada pelo Administrador Paroquial, Padre Pierre Maurício de Almeida Cantarino, pelos padres Dione César de Oliveira Goulart e João Paulo Teixeira Dias – cujas paróquias também receberão a construção – e por sacerdotes pertencentes à Forania Nossa Senhora do Líbano. O Diácono Antônio Valentino da Silva Neto serviu ao altar.

*A Missa foi transmitida ao vivo pelas redes sociais

Durante a homilia, Dom Gil recordou o tempo quaresmal, iniciado na Quarta-feira de Cinzas. “O que é a Quaresma? Eu vou resumir a resposta com esta pequena frase: a Quaresma é uma caminhada com Jesus na penitência, na oração e na caridade, rumo à Páscoa. Nós estamos entrando no itinerário de Jesus, que fez a Sua quaresma para começar a Sua vida pública; Jesus que nos ensinou a arrepender-nos dos nossos pecados, a tomar a nossa cruz a cada dia e segui-Lo”.

Sobre o monumento que haveria de inaugurar, o Arcebispo ressaltou que simboliza a adesão da Arquidiocese de Juiz de Fora à proposta do Papa Francisco. “Atendendo ao pedido carinhoso do sucessor de Pedro, nós queremos destacar a figura de São José como alguém que Deus escolheu para o momento exato da história da Salvação e como modelo que nós devemos seguir de vida, de homem fiel, de homem sereno, de homem maduro na fé”.

A iniciativa da construção de um símbolo para recordar o ano dedicado ao esposo de Maria foi de Padre Pierre, que há seis anos conduz a paróquia do Bairro Costa Carvalho. Ele caracteriza São José como ‘o homem do sim’. “A ideia do marco foi de manifestar a devoção, o exemplo de São José; o nosso respeito pela figura desse que é o patrono da Igreja, protetor da família, pai adotivo de Jesus. A nossa ideia parte da intenção de ter São José como modelo, como exemplo de santidade e daquele que sabe fazer a vontade de Deus”, aponta.

A arquiteta que possibilitou a realização do projeto foi Camila de Rezende Innocencio, que deu início ao planejamento da obra em dezembro de 2020. “O projeto tem como base três elementos principais: o lírio tem inspiração no lírio de São José, na cruz de Jesus Cristo e também nos elementos arquitetônicos da fachada da nossa igreja – os arcos em ogiva das portas, as formas dos pináculos que são característicos da arquitetura neogótica. Eu trouxe isso para o projeto de forma a contextualizar o Marco com os elementos do entorno, mas sem ofuscar a leitura do bem principal, que é a Igreja Matriz”, explicou. Uma jardineira em diferentes níveis também compõe o monumento, fazendo referência ao lírio que São José segura e, ainda, à busca dos cristãos pela santidade.

*Camila também é Ministra da Eucaristia da Paróquia são José

Camila ressalta que foi proposital o local escolhido para abrigar a escultura, no pátio da Matriz São José. “Colocamos a iluminação para que à noite essa imagem possa ser contemplada e abençoar todos os fiéis que vão passar por aqui, não só neste Ano de São José, mas sempre, porque é um elemento que vai ficar aqui por muitos e muitos anos.”

O Marco de São José será construído em outras três igrejas da Arquidiocese de Juiz de Fora: na Igreja Matriz de São José na cidade de Bicas (MG), na Capela São José da Rua Dom Silvério, em Juiz de Fora; e em São José das Três Ilhas, distrito de Belmiro Braga (MG). As estruturas seguirão o projeto de Camila, com algumas adaptações em relação à escala, dependendo do tamanho do templo. “Eu me sinto muito honrada. É um prazer ter podido conceber esse projeto, podido doar para a Arquidiocese esse projeto, inclusive como devota de São José, como membro participante da comunidade”, revelou a arquiteta.

Na Paróquia São José do Bairro Costa Carvalho, a programação continua durante todo o ano, com missas votivas no dia 19 de cada mês e a distribuição de símbolos que fazem referência ao padroeiro. “No primeiro mês nós demos uma cruz. Este mês nós estamos dando um travesseirinho na perspectiva de que Deus fala com São José através do sonho. As pessoas recebem esse travesseirinho, a gente abençoa e ela coloca dentro do travesseiro dela; antes de dormir, sempre que necessitar de uma luz, de uma resposta de Deus, ela faz a sua oração e pede que, assim como Deus falou com São José, também possa iluminá-la para sempre escolher o melhor caminho para uma vida mais coerente com aquilo que é a proposta de Jesus Cristo”, disse Padre Pierre.

Nesta sexta-feira (19), a Igreja Matriz ainda sediará duas celebrações, às 15h e às 19h30, sendo esta última transmitida ao vivo no canal do YouTube do sacerdote.

Clique aqui e confira mais fotos da Santa Missa e da cerimônia de bênção e inauguração do monumento a São José.

Conteúdo Relacionado
X