Após dois anos sem celebrações a São Jorge, fiéis lotam Igreja Melquita

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

No último sábado (23), dia de São Jorge, a Igreja Melquita recebeu centenas de fiéis, ao longo de todo o dia, para homenagear seu padroeiro. Sete Missas foram celebradas no local. A última Eucaristia do dia foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, e concelebrada pelo Bispo da Eparquia Greco-Melquita Católica do Brasil, Dom George Khoury.

Na ocasião, o Eparca contou ter percebido a necessidade do povo de retornar às igrejas. “Nesse tempo muito difícil, tanto econômico, como social, as pessoas realmente sentem a falta de Deus em suas vidas e correram aos pés de seu padroeiro para receber a coragem, a fé, e testemunhar que Cristo ressuscitou e está no meio de nós. A igreja ficou lotada, no bom sentido.” 

Segundo Dom Gil é uma alegria ver a igreja de tal modo. Ele ainda pediu a intercessão de São Jorge. “Houve sete missas todas elas lotadas, com muito entusiasmo do povo, retornando depois de dois anos de pandemia. São Jorge interceda junto de nós pelo fim total dessa situação pandêmica, para que possamos cada vez mais e melhor praticarmos nossa fé e crescermos na unidade.

Dentre os devotos encontramos Carmem Aparecida Ribeiro. Para ela, o dia foi mais especial ainda, ela pôde levar sua neta pela primeira vez à Melquita. “Eu tenho muita fé em São Jorge. Vim agradecer, agradecer pelos meus familiares, também a graça de estarem todos bem e pedir conforto para todos que perderam alguém… Tem uns 10 anos que eu frequento, é um dia muito especial, de muita gratidão”. Além dela, muitos outros fiéis compareceram para agradecer graças recebidas, como Natália Tavela, que agradecia por seu filho ter passado em Medicina na Universidade Federal de Juiz de Fora. Segundo ela, o estudante pediu a intercessão de São Jorge rezando sua novena. 

No início da Santa Missa, o Arcebispo de Juiz de Fora explicou que a liturgia, de rito latino,  celebraria também o Segundo Domingo da Páscoa, o Domingo da Misericórdia e tal tópico foi central em sua homilia. Dom Gil destacou que a paz é caminho da vida, que ela vem do céu e que nos leva a compreender como Deus é misericordioso com todos seus filhos, assim como foi com Tomé, aparecendo só para ele constatar o que queria. 

O Pastor novamente recordou do atual desafio contra a paz, enfrentado pelo mundo, a Guerra entre Rússia e Ucrânia. Ele pontuou os esforços do Papa Francisco para ajudar o fim do embate, que foram em vão, e seu convite à oração pela paz.

Aproveitando a temática, Dom Gil explicou que a cidade de Petrópolis ainda sofre as consequências da tragédia ocorrida em fevereiro deste ano e convidou a todos para ajudarem com um gesto concreto: a doação de enlatados. Assim como a Melquita, todas as igrejas participam desta campanha solidária. 

Ao final da celebração, Dom George agradeceu a todos que colaboraram com a festividade e convidou o povo para prestigiar as barraquinhas, que seguiam atendendo o público em geral. 

Veja Também