Após dois anos, festa de Santo Antônio tem início em toda a Arquidiocese

Momento da oração da ladainha. Formadores diante da imagem do santo português.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

No dia em que a Igreja recorda a Visitação de Maria a Isabel, a Arquidiocese de Juiz de Fora celebra a abertura da Trezena de Santo Antônio, seu glorioso Padroeiro. No Seminário Arquidiocesano, a primeira celebração começou cedo, às 7h30, e foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano, com participação dos padres formadores.

Segundo Dom Gil Antônio Moreira, essa festa é uma oportunidade de refletir sobre o amor de Deus, através de Santo Antônio. O pastor comentou uma coincidência providente, que percebeu recentemente, que corrobora para sua afirmação anteriormente citada. Ele percebeu que as imagens dos três padroeiros do triênio preparatório para o centenário da diocese, aparecem com Jesus em seus braços: São José, Santo Antônio e Nossa Senhora.

Todos os seminaristas participaram da abertura da Trezena.

Durante a Eucaristia, que contou com a oração especial do santo português e de sua ladainha, Dom Gil explicou que neste ano tão especial na Arquidiocese de Juiz de Fora, a trezena tem um significado muito especial. “No Seminário Santo Antônio tem um significado mais forte, porque apresenta Santo Antônio, um jovem dedicado as coisas de Deus, um missionário totalmente amoroso a causa. A gente se sente alegre de abrir essa trezena aqui, pedindo a intercessão também da mãe bondosa”.

Vale lembrar que a Trezena está disponível para todos fieis que desejarem rezá-la, basta clicar no seguinte link, ou acompanhar a programação de uma das comunidades que está iniciando hoje as comemorações do santo padroeiro da Arquidiocese.

Confira mais imagens em nossa galeria.

Veja Também