Animadores da Campanha da Fraternidade 2020 multiplicam formações pelo país

0

Depois da realização do Seminário Nacional da Campanha da Fraternidade (CF) 2020 realizado de 1º a 3 de outubro deste ano, do qual participaram representantes de todos os 18 regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), regionais e dioceses se mobilizam em encontros de formação pelo Brasil.  Com o tema “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e o lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34), assessores das atividades apostam que esta campanha enfrentará o desafio de sair da “globalização da indiferença” para a “revolução do cuidado” com a vida.

O padre Danilo Vitor Pena, do clero da Arquidiocese de Curitiba (PR), que assessorou encontro realizado em São Paulo, destacou a necessidade de promover trabalho pastoral com vivência madura de fé, que se torne presença e leve a experiências de proximidade. “Não podemos levar apenas uma sopa noturna para quem vive nas ruas e, no dia seguinte, fazer como quem não conhece seu rosto”, provocou o padre Danilo. “Nós queremos agir localmente para influenciar globalmente”, completou, ressaltando a necessidade de unir uma iniciativa individual, eclesial e comunitária com uma iniciativa de busca de solução por meio de políticas públicas, ligando com a temática da CF 2019.

O padre Valdecir Badzinski, secretário executivo da CNBB Sul 2, que coordenou o seminário para as dioceses do Paraná realizado de 26 e 27 de outubro, afirmou que o tema é muito presente e instigante para o contexto atual: “Quando pensamos em fraternidade e vida estamos dizendo que é preciso ter um olhar profundo sobre a vida em todas as instâncias, desde o seu princípio até o seu fim natural e também sobre a vida do planeta, a nossa casa comum”, disse.

Para Mônica Pimentel, coordenadora regional de Campanhas do Nordeste 1, o tema da CF 2020 é de muita responsabilidade para quem é agente de pastoral. “Se nós entendermos a função da campanha e o papel que ela pode desempenhar na vida do agente pastoral, nós podemos fazer um grande trabalho de humanização”, disse. Para ela, a importância desse momento, com a realização dos Seminários Regionais, é preparar as lideranças diocesanas que estão à frente do processo da campanha nas dioceses. Acompanhe, abaixo, um giro sobre os eventos que estão acontecendo e agendados para este ano.

Atividades da CF 2020 realizadas nos regionais da CNBB

Regional Oeste 1

A Comissão Regional se reuniu, dia 15 de outubro, para o repasse do Seminário Nacional e para preparar o Seminário Regional marcado para os dias 23 e 24 de novembro próximo em Campo Grande.

Regional Sul 1

De 8 a 10 de novembro, em Itaici, Indaiatuba (SP), ocorreu, em São Paulo, o Encontro Estadual da Campanha da Fraternidade 2020, que terá como tema “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e o lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34). Agentes das sete sub-regiões trabalharam os desafios para sair da “globalização da indiferença” para a “revolução do cuidado”. A figura da primeira santa brasileira com dois milagres reconhecidos, Santa Dulce dos Pobres, esteve também presente em toda a reflexão, assim como ocorre nos textos inspiradores propostos pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O Anjo Bom deve será a patrona e inspiradora de ações individuais e comunitárias.

Regional Sul 2

Lideranças de várias arqui/dioceses do Paraná reuniram-se neste final de semana, 26 e 27 de outubro, na Casa de Líderes Nossa Senhora de Guadalupe, em Guarapuava (PR), para estudar o tema da Campanha da Fraternidade de 2020. Os mais de 50 participantes tiveram a ocasião de aprofundar o tema, com a missão de levar às suas igrejas locais e promover ações concretas. Esse seminário é promovido, anualmente, pelo Regional Sul 2 da CNBB com o objetivo de animar e subsidiar as arqui/dioceses para a Campanha da Fraternidade.

Regional Nordeste 1

Aconteceu entre os dias 09 e 10 de novembro a formação para as equipes de campanhas da arqui/dioceses que compõem o Regional Nordeste 1. Cerca de 30 participantes estiveram presentes vindos de Fortaleza, Itapipoca, Sobral, Tianguá, Crato, Iguatu, Quixadá e Limoeiro. A temática desenvolvida pelo secretário executivo de Campanhas da CNBB, padre Patricky Samuel Batista.

 Fonte: Site da CNBB

Conteúdo Relacionado
X