Agosto, o Mês das Vocações

* Imagem adaptada da CNBB
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O Mês Vocacional 2022 que tem como tema: “Cristo Vive! Somos suas testemunhas” e lema: “Eu vi o Senhor” (Jo 20,18) está se aproximando. O tema é inspirado na Exortação Apostólica Christus vivit, do Papa Francisco e quer recordar a importância do testemunho da fé, como parte da vocação.

Em entrevista ao portal da CNBB, o padre João Cândido Neto, assessor da Comissão para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada, salientou que a proposta do Mês vocacional 2022 é anunciar a verdade de que Cristo vive. “Nós somos suas testemunhas, a exemplo de Maria Madalena no Evangelho, e a nossa missão como Igreja é anunciar a todo mundo que Cristo está vivo e que nós vimos o Senhor, experimentamos a sua presença, experimentamos que ele caminha conosco, fala conosco, que o seu amor é maior do que a própria morte”, disse.

Vocações

A primeira vocação é o chamado à vida, a sermos cristãos e honrarmos a Deus todos os dias, em cada atividade e atitude que praticamos. Logo, durante este mês, celebramos esta primeira vocação. Refletimos sobre o presente divino que é viver, e todos os frutos que Deus nos dá diariamente. Depois, celebramos ainda todas as outras: chamados à vida religiosa, ao matrimônio, ao voluntariado, ao sacerdócio, por exemplo.

* O cartaz deste ano

Elementos da arte

O cartaz foi elaborado pelo padre Reinaldo Leitão, sacerdote e religioso rogacionista, formado em Design Gráfico. Na arte, o Cristo ressuscitado busca evidenciar a boa notícia, o autor da vida, do chamado vocacional e da missão.

O Coração e mãos chagadas representam o amor, a doação e os desafios na promoção e no cuidado para com a vida, dom vocacional.

A Cruz, de acordo com ele, significa a vitória da vida sobre a morte, árvore da vida e esperança.  A mulher representa o primeiro anúncio e testemunho vocacional.

A Luz e Caminho representa a fé que ilumina todo o itinerário e a missão vocacional.

O testemunho em Juiz de Fora

Para melhor celebrar este mês, a Pastoral Vocacional Arquidiocesana reuniu uma série de conteúdos de divulgação e subsídios para encontros e celebrações.

Dentre imagens adaptadas ao contexto sinodal, livreto, sugestões de lives, o material conta com uma mensagem do Assessor da Pastoral, Pe. Miguel Campos. Ele afirma que o ideal é que o material chegue a todas as pastorais, principalmente aos jovens das paróquias.

“Que esse mês seja mais um momento de tocar os céus com a nossa oração e do Senhor ouvir nosso apelo e tocar tantos corações ao chamado que Ele tem para cada um de nós”, estimou o sacerdote.

Acesse e faça o download dos materiais aqui

*Com informações do Site da CNBB e Província Marista do Brasil

 

Veja Também