Ação de Graças pelo Aniversário da 1ª e 2ª Turma dos Diáconos Permanentes é celebrada em Santa Luzia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

A Paróquia Santa Luzia, localizada no bairro homônimo, abriu as portas aos diáconos permanecentes da Arquidiocese de Juiz de Fora para celebrarem o aniversário de ordenação de duas turmas da Escola Diaconal Santo Estevão, na última segunda-feira (30),

O projeto da escola foi idealizado no início do milênio, em 2001, por Dom Frei Clóvis Frainer, e desde então obteve muito apoio. Em sua primeira turma foram ordenados 13 homens, em 2005; já a segunda, com o mesmo número de homens, o sacramento foi ministrado em 2011.

A Eucaristia de ação de graças foi presidida por Mons. Luiz Carlos de Paula, o Vigário Geral e Diretor da Escola Diaconal Santo Estevão, concelebrada pelo Pe. José Cisneiros Seabra Ramos, Assessor Espiritual dos Diáconos e pelos Padres da Congregação dos Filhos do Amor Misericordioso.

Segundo, Monsenhor Luiz Carlos o momento foi de festa, de agradecer e pedir as bênçãos de Deus para suas famílias e todo realizado. “É com alegria que nós celebramos, porque eles fazem um trabalho muito bom. O diaconato permanente através dos ministérios da palavra, da liturgia e da caridade, vem contribuindo para que a evangelização aconteça na Arquidiocese de Juiz de Fora”.

Na homilia, o Assessor dos Diáconos agradecer pelos dons e o serviço de todos, que atualmente formam um grupo de 48 membros.  Ele ainda ressaltou a importância da atuação deles e da celebração da noite. “[A Missa] é para sublinhar a importância desse trabalho, dessa vocação na comunidade. Nós temos vocações religiosas, sacerdotais, e essa vocação diaconal também é muito importante. Esse trabalho é indispensável, precisamos muito dessa presença!”, pontuou ele, juntamente com um apelo para que rezem pelas vocações.

O Presidente da Comissão Arquidiocesana de Diáconos, João Roberto da Silva, expressou sua satisfação com o encontro festivo. “Hoje numa festa belíssima a gente vem celebrar e comungar o Cristo vivo nas nossas missões, as quais nós temos pela frente fazer um mundo melhor”.  Ao final da Santa Missa, ele agradeceu aos presentes e a Deus pelo momento. Além disso, destacou que ser um ministro ordenado é estra a serviço, assim como Cristo.

Festa da Beata Madre Esperança

A Celebração de Ação de Graças fez parte da programação da festa da Paróquia Santa Luzia, que celebrava os oito anos de beatificação de Madre Esperança de Jesus. Ela é considerada Apóstola do Amor Misericordioso, que recebeu de Cristo a missão de explicar ao mundo que Deus não é um juiz severo, mas é um Pai bondoso.

O administrador da paróquia, Pe. Fabiano Santos Admiral, FAM, relatou que a tríduo preparatório contou com forte participação dos paroquianos e que eles puderam conhecer mais sobre a beata. Nesse sentido, partilhou uma novidade e motivo extra de alegria: o lançamento de uma biografia sobre Madre Esperança. “Para essa comemoração estamos lançando o livro da biografia dela. Esse material em português é muito aguardado”.

Além disso, em entrevista, ele explicou a conexão entre as celebrações. “Estamos acolhendo os diáconos nesta noite, tudo a ver com o tríduo, porque a Madre Esperança é esse caminho, esse amor e oração ao clero. Sempre ela se preocupava com a santificação pelo clero.”

O livro “Madre Esperança: uma biografia” já pode ser adquirido na secretaria paroquial, pelo preço de custo, R$ 30. Os interessados devem entrar e contato com através do WhatsApp (32) 3234 3332.

Veja Também