A Páscoa definitiva de Monsenhor Osvaldo

0

*Colaboração: Letícia Cristina Pereira

No dia 27 de setembro último partiu ao Paraíso um grande Sacerdote de nossa Arquidiocese, Monsenhor Osvaldo Ribeiro Lage, aos 91 anos de idade. Nascido na cidade de Pará de Minas-MG, aos 29 de abril de 1924, teve uma louvável trajetória de vida buscando o bem comum, a propagação da fé e a construção do Reino de Deus.

Antes de iniciar o caminho vocacional formou-se em Direito Civil pela UFMG em Belo Horizonte-MG, foi eleito vereador, presidente da Câmara Municipal de sua cidade natal entre os anos de 1950 e 1954, tornando-se, em seguida, Prefeito Municipal. Era sobrinho do grande político mineiro, Benedito Valadares.

Porém, sente ecoar em seu coração o chamado a uma entrega mais radical a Deus. No ano de 1962, acolhido pelo seu grande mestre, Dom Geraldo Maria de Morais Penido, ex-pároco de Pará de Minas, ingressa no Seminário Maior da Arquidiocese de Juiz de Fora-MG, recebendo o Sacramento da Ordem a 2 de julho de 1967, na Catedral Metropolitana de Santo Antônio, aos 43 anos de idade. Em seu Ministério Sacerdotal, exerceu com louvor diversas funções, sempre dedicado ao serviço do Evangelho e do Povo de Deus.

Entre os anos de 1979 e 1984 foi Reitor do Seminário Santo Antônio, e em 1982 recebeu o título de Monsenhor. Em 1987 foi nomeado Vigário Geral da Arquidiocese, além de membro do Colégio dos Consultores em 1984 e em várias outras ocasiões sequentes. Foi um dos fundadores do FAS (Fraterno Auxílio Sacerdotal), órgão que vem até hoje garantido boa assistência aos padres doentes e idosos. Exerceu seu Ministério nas Paróquias de São João Nepomuceno, Bicas e Belmiro Braga. Na cidade de Juiz de Fora, foi Pároco da Paróquia Nossa Senhora do Rosário, da Paróquia da Santíssima Trindade, na Igreja Menino Jesus de Praga e, por fim, foi Vigário Paroquial da Paróquia Bom Pastor. Uma das coisas que lhe davam satisfação espiritual era a de ser Diretor Espiritual do Movimento Jovem Emaús, evangelizando várias gerações de jovens, e Diretor dos Cursilhos de Cristandade, por dilatados anos.

Sempre muito dedicado ao Serviço Pastoral, Monsenhor Osvaldo teve uma vida marcada pela entrega fiel à vontade de Deus. Era exemplar, sobretudo na obediência, na vida de Oração e de amor à Igreja. Vinha oferecendo muito de seus proventos pessoais para a construção da Igreja de Santa Teresa, na Paróquia da Santíssima Trindade, obra que, infelizmente não viu concluída.

Já em idade avançada, o estimado Sacerdote foi acometido por um câncer no ouvido, debilitando dolorosamente sua saúde e, após alguns meses de tratamento, veio a falecer na tarde do último domingo do mês da Bíblia. Às 22h, Dom Gil Antônio Moreira, Arcebispo Metropolitano, presidiu a Santa Missa de Corpo Presente, na Igreja do Menino Jesus de Praga, concelebrada por diversos padres, participada por vários seminaristas e inúmeros fiéis. Após o ato litúrgico, conforme pedido deixado por escrito por Mons. Osvaldo, seu corpo foi transladado para Pará de Minas, sua terra natal, sendo velado piedosamente no Santuário de Nossa Senhora da Piedade, paróquia na qual fora batizado, crismado e feito a Primeira Comunhão, ainda na antiga matriz. Foi sepultado na capela Santo Antônio, no Cemitério local.

Diante de toda a sua longa, frutífera e edificante vida Sacerdotal, lhe somos eternamente gratos.

Conteúdo Relacionado
X