Unidade de saúde de Juiz de Fora terá visitas diárias de ministros da Eucaristia

0

A partir da segunda quinzena do mês de julho, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) localizada na Zona Norte de Juiz de Fora passará a contar com o atendimento diário de Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística. Os voluntários foram apresentados à comunidade no último domingo (30), durante Missa na Matriz Nossa Senhora da Conceição, em Benfica.

A iniciativa é do leigo José Antônio da Rocha Pinto, que deu início ao trabalho em 2018, quando sozinho fazia visitas semanais ao local. Agora, conseguiu reunir outras sete pessoas interessadas. Elas se alternarão no atendimento, que será realizado das 16h às 16h30.

*Ministros foram apresentados no último domingo (30).

A ideia surgiu após o próprio José Antônio ter ficado internado na UPA Norte em 2016, por conta de um acidente de moto. “Percebi a necessidade de um trabalho por parte de nossa Igreja Católica de levar não só o Cristo ressuscitado na hóstia consagrada, mas também um alento àqueles que ali se encontram”, conta.

A expectativa é de que sejam atendidos, em média, de dez a 18 pacientes ao dia, nas enfermarias adulto e infantil. A entrada dos voluntários não é permitida na ala de tratamento intensivo, por conta do risco de contaminação. “Baseados na parábola do Bom Samaritano, que é a leitura bíblica que nos sustenta nesta missão, devemos imitar o Cristo na pessoa do Samaritano e enxergar no irmão hospitalizado o rosto do Cristo que sofre”, afirma José Antônio.

Nenhum dos ministros atua profissionalmente na área de saúde, por isso participaram de uma formação com o Diácono Márcio Soares, que é enfermeiro e faz parte da Diaconia Hospitalar. Eles foram orientados principalmente quanto aos cuidados com a higiene, para protegerem a si mesmos e aos pacientes.

A intenção, segundo José Antônio, é qualificar mais pessoas que possam doar um pouco de seu tempo em prol da iniciativa, para que, a cada dia, sejam dois ministros a fazerem as visitas. Além disso, a esperança do leigo é de que, em um futuro próximo, todas as UPAs da cidade sejam beneficiadas pelo projeto.

O vigário episcopal para o Mundo da Caridade, Padre José de Anchieta Moura Lima, que também é o pároco da paróquia do Bairro Benfica, ressalta o apoio dos responsáveis pela UPA Norte, que favoreceram a presença da Igreja Católica no local. O sacerdote ainda fala que o trabalho dos ministros da Sagrada Comunhão chega para complementar o que já é feito pela Diaconia Hospitalar e dos Enfermos. “Sou muito grato a esse trabalho silencioso, semanal e fiel de quem doa seu tempo como verdadeiros missionários e missionárias numa Igreja em saída! Rezemos para que os nossos leigos e leigas perseverem nesta sublime missão de ser sal, luz e fermento bom na vida de nossos irmãos enfermos”.

Diaconia atende enfermos e suas famílias

A Diaconia Hospitalar e dos Enfermos é composta principalmente por leigos, diáconos e seminaristas, coordenados pelo Padre José Leles da Silva, capelão da Santa Casa de Misericórdia. O trabalho do grupo não acontece somente nos hospitais, mas também nas paróquias, onde é realizado de forma que atenda às necessidades das famílias dos enfermos que recebem a visita, a Palavra de Deus e a Eucaristia.

Conteúdo Relacionado
X