Papa Francisco

O Papa Francisco deseja ao Brasil que o Tempo Quaresmal seja ocasião de “verdadeira conversão” e que as sementes lançadas ao longo deste caminho frutifiquem “em ações concretas a favor de uma educação integral e de qualidade”. Assim ele expressou seus votos no início da Quaresma deste ano, com a Mensagem por ocasião da abertura da Campanha da Fraternidade 2022.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
O Departamento das Celebrações Litúrgicas do Sumo Pontífice anunciou que na terça-feira, 25, às 17h30, na Basílica de São Paulo Fora dos Muros, o Papa Francisco presidirá a celebração das Segundas Vésperas na Solenidade da Conversão de São Paulo Apóstolo, no encerramento da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Na Festa da Epifania, o Papa Francisco presidiu a celebração da Santa Missa na Basílica de São Pedro. Na sua homilia o Papa disse que a viagem dos Magos para Belém nos leva a interpelarmo-nos: “O que é que levou estes homens do Oriente a porem-se em viagem?”.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
No Angelus deste domingo, 2 de janeiro, que no Brasil é celebrada a Solenidade da Epifania do Senhor, o Papa Francisco falou sobre a frase de João do Evangelho da Liturgia do II Domingo do Tempo de Natal: “O Verbo se fez carne e habitou entre nós”. (Jo 1, 14). Em seguida aprofundou as duas realidades presentes nesta frase: “o Verbo e a carne”. “Verbo”, disse o Papa, “indica que Jesus é a Palavra eterna do Pai, infinita, que existe desde sempre, antes de todas as coisas criadas; e “carne”, por outro lado, indica precisamente nossa realidade criada, frágil, limitada, mortal”.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Diálogo entre as gerações, educação e trabalho são as três estradas que levam a um único caminho: a uma paz duradoura. Esta é a proposta do Pontífice para 2022, na Mensagem para o Dia Mundial da Paz a ser celebrado no primeiro dia do novo ano.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Solidariedade com todos os afetados por esta imensa tragédia. É o que o Papa Francisco manifesta em um telegrama assinado pelo Secretário de Estado, Cardeal Pietro Parolin e enviado ao núncio apostólico na Indonésia, Dom Piero Pioppo.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email