Seminário Santo Antônio sedia 42ª Assembleia Regional da OSIB Leste II

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

A 42ª Assembleia Regional da Organização dos Seminários e Institutos do Brasil (OSIB) Leste II foi encerrada no fim da manhã desta quinta-feira (20). Os representantes de seminários de Minas Gerais se reuniram no Seminário Arquidiocesano Santo Antônio para refletir sobre o tema “A afetividade e a resposta vocacional dos meios de comunicação na formação”.

Momento em que a assessor do evento, Frei Vagner Sanagiotto, falava a todos sobre o tema do encontro.

A OSIB é um organismo que visa articular e integrar os Seminários e demais casas de formação, buscando critérios e diretrizes comuns na ação formativa dos futuros Presbíteros de cada regional da CNBB. Sua a Assembleia, realizada anualmente, tanto regional quanto nacional, é um momento de estudo e de formação. A cada quatro anos, também possui caráter eletivo, quando é realizada votação da nova equipe da presidência.

Para Reitor do Seminário Arquidiocesano Santo Antônio, Padre Antônio Camilo de Paiva, a OSIB torna viável aos seminários a comunhão e participação. “Na verdade, sem descaracterizar a cultura, o aspecto de cada estado, a Igreja vai fazendo um rosto sem perder a identidade de cada um. Então, a OSIB prepara os padres para o Brasil. Nesse sentido esses encontros eles são importantes, porque não é algo que castra a vocação, a vocação formativa daquela diocese, daquela igreja particular mas é que dá um tom, uma harmonia com todas as outras dioceses de Minas Gerais, e quando encontra no nacional, dá o rosto do Brasil”.

Caminhada sinodal na formação dos futuros sacerdotes

Padre Camilo comentou sobre a temática desta assembleia, explicando que, dentro da perspectiva sinodal do Papa Francisco, é bastante relevante oferecer uma formação aos seminaristas para entender e lidar com os diferentes meios de comunicação. “A maioria das pessoas tem uma visão instrumental dos meios de comunicação. Só que os meios de comunicação eles tem uma personalidade e também tem um ritmo. Se o seminarista ou padre não souber usar os meios de comunicação serão os meios que usarão as pessoas”.

O assessor do evento Frei Vagner Sanagiotto falou sobre a necessidade de preparar os futuros padres para o ministério em uma realidade cada vez mais tecnológica. “As novas vocações elas já vêm de um mundo amplamente conectado. Nascem nesse contexto da conexão da internet, do uso desses meios de comunicação e, por isso, é preciso formar também para saber melhor utilizar essa realidade. Os formadores, quando estão qualificados nesse sentido, quando conseguem trabalhar essas questões da formação, qualificam o trabalho do seminarista, a formação humana, a formação afetiva deles, mas também qualifica os futuros padres que depois estarão lidando diretamente com as pessoas nas paróquias e nas realidades onde eles estão inseridos”.

Segundo Frei Vagner o objetivo é que os sacerdotes estejam aptos a atuar de forma mais aprofundada, sabendo usar adequada e produtivamente os meios de comunicação em seu ministério pastoral.

Próxima gestão da OSIB

Padre Marcos Tiago da Silva, da Diocese de Luz (MG), é o novo presidente da Organização dos Seminários e Institutos do Brasil (OSIB) Leste II. A comissão foi eleita no encerramento da 42ª Assembleia Regional, nesta quinta-feira, 20 de outubro.

Além do Padre Marcos Tiago, a nova equipe que exercerá a nova missão no quadriênio 2023-2026 será composta pelo vice-presidente Padre Lucas Henrique, da Diocese de Governador Valadares (MG); pelo secretário Padre Vanderlei Izaumi da Silva, da Arquidiocese de Uberaba (MG); pelo tesoureiro Padre Welington Nascimento, da Arquidiocese de Juiz de Fora e Padre Aleandro Santos, da Diocese de Almenara (MG) é o suplente.

Reitor do Seminário Diocesano Nossa Senhora da Luz, em Belo Horizonte e Chanceler do bispado, Padre Marcos Tiago da Silva nasceu em Arcos e tem 13 anos de vida ministerial. Atual secretário da comissão que preside a OSIB até este ano, ele afirmou que a meta é a continuidade dos trabalhos em andamento.

Fonte: Site da Rádio Catedral

 

Veja Também