Seminário Arquidiocesano Santo Antônio completa 94 anos

0

O Seminário Arquidiocesano Santo Antônio completou 94 anos de existência no dia 1º deste mês. Para celebrar a data, uma Missa foi celebrada e presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira. Estiveram presentes o Reitor do Seminário Santo Antônio, Monsenhor Luiz Carlos de Paula, o Vice-reitor e Coordenador do curso de Teologia, Padre Antônio Camilo de Paiva, além de padres e diácono.  

Monsenhor Luiz Carlos destacou o importante momento e fez memória ao papel do Seminário diante da Igreja e da educação na cidade. “Com alegria estamos celebrando o aniversário do nosso Seminário Arquidiocesano Santo Antônio, com 94 anos de existência. O Seminário tem formado padres, diáconos, leigos (a) para o serviço ao reino de Deus. ” Monsenhor reforçou que é preciso ficar atento ao chamado vocacional. “ Queremos aproveitar a oportunidade e dizer a todos os jovens, procurem discernir sua vocação, se colocar diante de Deus (e perguntar) ‘Senhor, o que queres que eu faça?’. Peço a todos que rezem pelo nosso Seminário pedindo pelas vocações. ”

Para o vice-reitor, Padre Camilo, o Seminário orienta e prepara os vocacionados, sejam os chamados para a vida sacerdotal ou os que servirão à Igreja como leigos. “O Seminário é um ventre que gera pessoas para o ministério Diaconal, Sacerdotal, Episcopal e para o trabalho leigo. Celebrar o aniversário do Seminário, e no espírito do Sínodo com a aula inaugural que irá acontecer hoje, às 19h, significa que a Igreja de Juiz de Fora se volta para si e aponta saídas.” A Aula Inaugural com o Padre Dondici terá como tema “Sínodo e Pastoral Urbana”.

O Seminário e sua história

Em entrevista, o Arcebispo Dom Gil lembrou daqueles que fizeram parte da história do Seminário. “É dia de agradecermos, pedir vocações e oferecer o trabalho de tantas pessoas que aqui serviram e continuam servindo, durante estes 94 anos. Todos os anos celebramos com alguma festa esta data, recordando o primeiro Bispo desta Diocese, Dom Justino José de Santana, fundador do Seminário, dos demais Bispos que o sucederam, dos professores desta casa, padres, inclusive alguns que já faleceram. ”

Dom Gil lembrou também dos leigos que passaram pelo Seminário buscando a vida sacerdotal, mas que não chegaram a concluir os estudos. “Recordo também daqueles seminaristas que por aqui passaram, mas que não receberam a graça do sacerdócio, e que o senhor conduziu para outro tipo de ação ou profissão, eles certamente receberam também muito deste Seminário.” Além dos citados, em sua homilia Dom Gil lembrou do seminarista Marcos Paulo Rodrigues Pires, falecido em fevereiro de 2016, aos 21 anos. Ao final o Pastor completou: “Que Deus multiplique as vocações, ilumine os nossos formadores, professores e todos aqueles que compõem a família do seminário, para que aqui seja de fato uma casa de Deus e ensine a todos o serviço amoroso à Deus e a Igreja. ”

Conteúdo Relacionado
X