Presidência da CNBB nomeia novo reitor do Pontifício Colégio Pio Brasileiro, em Roma

0

A Presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) nomeou, nessa segunda-feira, 1º de junho, Dia da Memória de Maria Mãe da Igreja, o novo reitor do Pontifício Colégio Pio Brasileiro, em Roma. Trata-se do Padre José Otácio Oliveira Guedes, do clero arquidiocesano de Niterói, no Rio de Janeiro, pertencente ao Regional Leste 1 da CNBB.

Padre Otácio, como é conhecido, nasceu na cidade de São Sebastião do Maranhão, em Minas Gerais. Tem 45 anos e 20 de sacerdócio. É mestre em Sagrada Escritura pela Pontifícia Universidade Gregoriana e doutor em Sagrada Escritura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Na Arquidiocese de Niterói, foi pároco, vice-reitor e reitor do Seminário São José, além de diretor de estudos do Instituto Filosófico e Teológico. Foi professor também na PUC-Rio. Sua área de atuação é o Novo Testamento.

Nos últimos anos, tem servido como missionário em Porto Velho, no estado de Rondônia, igreja-irmã da Arquidiocese de Niterói, onde acompanha comunidades e atua como professor no seminário.

O novo reitor substitui o Padre Geraldo dos Reis Maia, do clero arquidiocesano de Uberaba, que foi nomeado reitor do Pio Brasileiro em 2014, ofício que vem desempenhando desde então. Além da condução do alunato e da vida total do Colégio, acompanhou importantes obras de conservação da belíssima construção localizada na Via Aurélia, em Roma. Dentre essas obras, consta a nova biblioteca, inaugurada pela atual presidência da CNBB em novembro de 2019.

Pio Brasileiro

O Colégio Pio Brasileiro foi inaugurado em 1934, com a finalidade de proporcionar aos futuros sacerdotes brasileiros formação sólida nas melhores instituições eclesiásticas de ensino daquela época. Atualmente, o Colégio recebe padres para os diversos cursos de pós-graduação oferecidos em Roma.

Foi durante mais de 80 anos administrado pelos jesuítas. Em 2014, tendo padre Geraldo como reitor, a direção foi assumida por padres diocesanos. Agora, 6 anos depois, uma nova equipe, também de padres diocesanos, está sendo formada para a direção do Colégio.

*Fonte: Site da CNBB

Conteúdo Relacionado
X