Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Juiz de Fora sedia Encontro do Regional Leste 2

Past. Carceraria outubro 2017
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

*Colaboração: Assessoria de comunicação 
Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Juiz de Fora

A Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Juiz de Fora sediou, no último final de semana, dias 20 e 21 de outubro, o Encontro de Coordenadores, Assessores e Assistentes Religiosos (Arqui) Diocesanos do Regional Leste 2 (Minas Gerais e Espírito Santo) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O assessor eclesiástico da PCr Arquidiocesana, Padre Welington Nascimento, conduziu o encontro, juntamente com a assessora jurídica da coordenação colegiada do Regional Leste 2, Jaqueline Ricci Fra.

O objetivo do encontro foi promover uma formação continuada e integrada dos assessores e coordenadores(as), buscando um olhar interno das ações, organizações e articulações da Pastoral Carcerária na Igreja. O coordenador de Comunicação da PCr Nacional, Marcelo Naves, foi o assessor do encontro e propôs discussão sobre o tema da Campanha da Fraternidade 2018, “Fraternidade e Superação da Violência”.

Para ele, é importante o engajamento da Pastoral Carcerária na discussão do tema da CF 2018, pensando, em comunhão com a CNBB, como ela pode contribuir nessa temática e como pode interferir na sociedade e nas comunidades eclesiais para trazer tanto uma reflexão, como formas ativas de superação da violência.

“A Campanha da Fraternidade sempre é profética, ela incentiva a Igreja, os cristãos e toda a sociedade a denunciar tudo o que causa a morte, todo o pecado social, mas também anunciar a vida, anunciar uma sociedade em que todos tenham vida e vida em abundância. Então nada mais pertinente do que se ter uma superação da violência, justamente num momento em que a gente está cada vez mais consciente que as violências são estruturais”, ressaltou.

Marcelo destacou, ainda, que os sistemas carcerário, penal, de justiça e as polícias do país atualmente “se mostram extremamente violentos contra a população mais pobre, especialmente os jovens negros. Então é essencial a gente ter esse debate e entender que essa violência estatal, o genocídio da juventude negra e o encarceramento em massa devem ser riscados da pauta política”, completou.

Estiveram presentes mais de 20 representantes das cidades de Juiz de Fora, Belo Horizonte, Curvelo, Mariana, São João del-Rei, Uberlândia, Uberaba, Divinópolis, Patos de Minas, Itabira, Governador Valadares e Pouso Alegre.

Coordenação colegiada do Regional Leste 2

A assessora jurídica da coordenação colegiada do Regional Leste 2 e coordenadora do encontro, Jaqueline Ricci Fra, disse que momentos como esse são importantes para promover o intercâmbio entre os representantes da PCr, “para traçar e planejar as atividades. Além disso, o tema da CF 2018 tem tudo a ver com a Pastoral”, explicou.

Também participante da coordenação colegiada, Magda de Fátima e Oliveira ressaltou que a Pastoral Carcerária vai integrar muitos debates e trabalhos relacionados à Campanha. “A Pastoral precisa se preparar porque vai ser muito procurada para falar sobre o tema. Nosso papel é servir e defender a vida”, concluiu.

Outras informações:
Assessoria de Comunicação Arquidiocese de Juiz de Fora: (32) 3229-5450

Veja Também