Paróquia de Matias Barbosa festeja seu centenário

“Por tudo daí graças” (1Ts 5,18) nos últimos nove meses os paroquianos de Matias Barbosa ouviram muito essa frase, escolhida como tema de seu centenário. Nesta quinta-feira, 1º de setembro, a Paróquia Nossa Senhora da Conceição completa 100 anos.

A preparação para o centenário começou no início do ano, com Missas Jubilares durante nove meses, sempre o primeiro dia de cada mês. Nesta quinta-feira, às 19h, a Eucaristia será presidida pelo Pe. Pitágoras de Paula Bandeira que esteve por oito anos – entre 2010 e 2018 – à frente da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, e terá a participação da Irmã Graça.

Mais informações sobre a exposição

No domingo, às 9h, toda a comunidade paroquial estará reunida para a Missa de Ação de Graças pelo centenário, com tema. Na ocasião, 75 paroquianos, jovens, adultos e idosos, receberão o sacramento do Crisma. A Eucaristia será presidida por Dom Gil Antônio Moreira, Arcebispo Metropolitano.

Além disso, foi organizada uma exposição de arquivos históricos de toda a paróquia. Com colaboração de todos os paroquianos, fotos, documentos e objetos estarão exibidos durante o mês todo.

A Matriz Nossa Senhora da Conceição fica na Praça Manoel de Castro, 78 – Centro.

Histórico

Em 27 de agosto de 1886 foi instituído o curato de Nossa Senhora da Conceição de Matias Barbosa. O desenvolvimento religioso da paróquia se inicia a partir do paroquiato de seu primeiro vigário, Cônego Joaquim Monteiro. Segundo relata Cônego Francisco Maximiano de Oliveira, no livro intitulado “Sinais da Igreja no Juiz de Fora”, o local ainda conservando a antiga capela onde Tiradentes orou, depois de seu pernoite ali, com os demais inconfidentes algemados.

Na década de 1920, a paróquia cresceu substancialmente, sob a gestão profícua e realizadora do Vigário José de Luca, que promoveu a construção da residência paroquial, próxima a Matriz. Tempo mais tarde, Pe. Exupério Augusto Correia, assumindo a paróquia, normalizou a situação financeira e deu continuidade ao incremento espiritual da mesma.

Em 1951 começou o paroquiato do padre Pedro Ferrari. Segundo Côn. Maximiano de Oliveira, tempo cheio de realizações positivas em todos os setores, incluindo a reforma do templo, com a torre no estilo colonial.

Atualmente a paróquia é administrada pelos Padres Osmar Bezerra dos Santos, Pároco, e Ailton José Alvim, Vigário Paroquial. Se destaca com seu trabalho com a Pastoral Catequética e na realização das Semanas Bíblicas Paroquiais – que neste ano tem sua 34ª edição.

Veja Também