Papa Francisco aceita renúncia de Dom Francisco Canindé e nomeia novo bispo para Petrolina (PE)

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O Papa Francisco atendeu o pedido de renúncia de dom Francisco Canindé Palhano e nomeou nesta quarta-feira, 24 de abril, dom Antônio Carlos Cruz Santos, MSC, atual bispo de Caicó (RN), como bispo de Petrolina (PE). A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou agradecimento a dom Francisco Canindé Palhano e saudação a dom Antônio Carlos Cruz Santos.

Agradecimento a Dom Francisco Canindé Palhano

Estimado irmão, Dom Francisco Canindé Palhano,

Ao recebermos a notícia de que o Santo Padre, o Papa Francisco, acolheu o seu pedido de renúncia ao governo pastoral de Petrolina, em Pernambuco, unimo-nos em agradecimento a Deus por sua vocação e pelos 18 anos como bispo, 12 dedicados ao pastoreio do povo de Deus em Bonfim (BA) e seis ao povo de Deus na centenária Igreja em Petrolina (PE).

Sua dedicação na construção de uma Igreja fiel ao magistério e à doutrina e comprometida com o anúncio do Evangelho são motivos de louvor ao ressuscitado. Com o salmista, exultamos ao Senhor para que as nações vos glorifiquem e cantamos as maravilhas que tem realizado também por meio de seu ministério episcopal.

Seja esta nova etapa repleta de saúde e de alegrias, Naquele que vos chamou.

Em Cristo,

Dom Jaime Spengler
Arcebispo de Porto Alegre (RS)
Presidente

Dom João Justino de Medeiros Silva
Arcebispo de Goiânia (GO)
Primeiro vice-presidente

Dom Paulo Jackson Nóbrega de Sousa
Arcebispo eleito de Olinda e Recife (PE)
Segundo Vice-presidente da CNBB

Dom Ricardo Hoepers
Bispo Auxiliar de Brasília (DF)
Secretário-geral da CNBB

Currículo e Trajetória Eclesial de Dom Antônio

Dom Antônio Carlos Cruz Santos, (Missionário do Sagrado Coração – MSC) nasceu em São Gonçalo (RJ) em 25 de novembro de 1961. Ordenou-se padre em 12 de dezembro de 1992. Fez sua profissão religiosa em 2 de fevereiro de 1998. Foi nomeado bispo de Caicó (RN) em 12 de fevereiro de 2014, sendo ordenado em Niterói (RJ) em 10 de maio de 2014.

Antônio exerceu suas atividades no Rio de Janeiro, em Minas Gerais e em São Paulo. Esteve em vários países da América Latina e da Europa no decorrer de um ano letivo, exercendo a função de mestre de noviços.

Foi vigário nas paróquias Pai Eterno e São José, enquanto trabalhava na Cidade de Deus, na paróquia Nossa Senhora do Sagrado Coração, quando em Contagem trabalhava com estudantes de Teologia, por três anos; Na paróquia de São Judas Tadeu, em Belford Roxo, atuando por quatro anos; Na paróquia Senhor Bom Jesus, de Pirassununga; Na paróquia de Nossa Senhora da Soledade, Itajubá (MG).

Também foi provincial dos Missionários do Sagrado Coração de Jesus da Província do Rio de Janeiro, em 2012. Provincial em Juiz de Fora, até a data de sua nomeação como bispo. Entre 1995 e 1997, foi formador dos juniores. De 1998 a 2001, promotor vocacional e formador dos postulantes. Mestre de noviços de 2003 até 2011.

Fonte: Site da CNBB

Veja Também