Papa está vigilante e bem-humorado, afirma médico que operou Francisco

Foto: Vatican Media

“O Papa está acordado e já brincou”: assim começou a coletiva de imprensa com o médico que operou Francisco, Dr. Sergio Alfieri, diretor do Departamento de Ciências Médicas e Cirúrgicas Abdominais e Endócrino-metabólicas do Hospital Gemelli, de Roma.

Ao lado do diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni, o médico leu a seguinte declaração:

“Esta tarde, na Policlínica Gemelli, o Santo Padre foi submetido a uma cirurgia programada devido a uma *laparocele encarcerada em correspondência da cicatriz de operações para corrigir o problema realizadas precedentemente nos anos passados.

Esta laparocele causava no Santo Padre, há alguns meses, uma síndrome de semioclusão intestinal dolorosa agravada. No decorrer da operação, foram encontradas fortes aderências entre algumas alças intestinais com obstrução parcial no peritônio parietal, que causavam a sintomatologia acima mencionada.

Portanto, procedeu-se à liberação das aderências (cicatrizes internas) com desbridamento completo de toda a obstrução. Foi então executada a reparação do defeito de hérnia mediante uma plástica da parede abdominal com o auxílio de uma rede protésica.

A operação e a anestesia geral se realizaram sem complicações. O Santo Padre reagiu bem à cirurgia.”

A “brincadeira” feita pelo Papa foi questionar quando será feita a próxima cirurgia.

*Laparocele é o nome que se dá para hérnia incisional. Ela acontece quando pacientes, após um procedimento cirúrgico abdominal, desenvolvem uma hérnia no local da cicatriz. Uma hérnia é uma protusão, como uma espécie de nódulo, formada pelo escape parcial ou total de um órgão ou um tecido por meio de uma abertura que foi aberta onde não deveria. Isso ocorre por má formação ou por enfraquecimento nas camadas que revestem o órgão, como do músculo abdominal.

*Fonte: Site do Vatican News

Veja Também