Padre Jorge toma posse como pároco em Santana do Deserto

0

A tarde do ultimo domingo (5) foi bastante agitada para a cidade Santana do Deserto. Na paróquia de Santa Ana ocorreu o rito de posse do padre Jorge Luis Duarte como administrador paroquial. A celebração foi presidida pelo vigário geral, Monsenhor Luiz Carlos de Paula, e foi concelebrada pelos padres José Maurício de Paula, Ivanir Pedrosa e Roberto José da Silva.

Fiéis de algumas paróquias por onde padre Jorge passou fizeram questão de estar presentes neste momento. Vieram eles das paróquias Nossa Senhora da Cabeça, Nossa Senhora do Rosário e Santa Teresinha. O vice-prefeito da cidade, Ricardo Viana de Lima, também esteve na igreja matriz e deu as boas–vindas ao padre.

Em entrevista, Monsenhor Luiz Carlos falou da satisfação do momento. “Hoje temos a alegria de dar posse ao padre Jorge. Ele vem depois de um trabalho bonito que realizou em Óbidos (no Pará), também na paróquia Nossa Senhora do Rosário, em Juiz de Fora, e agora assume como administrador paroquial esta paróquia. Ele chega para ser aqui aquele que vai conduzir o povo de Deus, aqui desta querida comunidade”.

O novo pároco, também alegre, Padre Jorge contou suas expectativas para essa nova missão. “Como nos bem lembra o salmista no salmo 39, ‘eis que venho, Senhor! Com prazer faço a vossa vontade’ trazendo, então, uma alegria forte e uma disposição, muito presente pela nossa Igreja particular de Juiz de Fora, naquilo que é o pedido do nosso arcebispo. Nós agradecemos a confiança e, principalmente a Deus, por esse chamado ao ministério sacerdotal, a estar aqui, trazendo o reino de Deus, trazendo a mensagem do Senhor Jesus a todos os corações. Que essa comunidade possa ser o sinal desse vinculo da união fraterna que Deus nos pede, e que possamos ser mais cristãos”, afirmou o sacerdote.

A Igreja esteve repleta para acolhê-lo. Durante a homilia, Monsenhor Luiz Carlos fez um breve histórico dos três anos de sacerdócio do Padre Jorge e agradeceu ao seu “sim” e aos que por Santana do Deserto passaram. Partindo para a Palavra, ele convidou a todos a viver na fidelidade e em comunhão (com Deus, com a Igreja e com o Padre). Também frisou a importância do diálogo de Pedro com Jesus, no evangelho, “que possamos sempre dizer sim ao Senhor. Assim, Jesus nos confirma na missão”, disse ele. Lembrou que atualmente o alicerce da nossa Igreja, o Papa Francisco, tem enfrentado críticas e precisa de nossas orações.

Antes do final da celebração, a comunidade leu uma mensagem de acolhida, colocando os seus serviços à disposição e manifestando sua felicidade em tê-lo de volta de tal forma, pois lembraram que durante sua preparação para receber o sacramento da Ordem, o padre passou cerca de um mês no local.

Por fim, padre Jorge tomou a palavra para tecer agradecimentos a todos que fizeram parte da sua história. Contou que uma frase que o marcou em sua passagem pela comunidade: “Quem passa pelos umbrais dessa porta, da porta dessa querida vó, não sairá daqui desamparado.” Emocionado, afirmou acolher com muito carinho tal missão, já chamando-os de família. Após o encerramento, os cumprimentos aconteceram no clube da cidade, próximo a Igreja Matriz.

 

 

 

Conteúdo Relacionado
X