Juiz-foranos participam de “Mariápolis” em Niterói/RJ

0

Milhares de integrantes do Movimento dos Focolares participarão, entre os dias 29 e 31 de julho, do Mariápolis, evento realizado em várias cidades do Brasil e do mundo. Na região, as atividades acontecerão em Niterói/RJ, onde cerca de 400 mariopolitas se reunirão, sendo 35 pessoas de Juiz de Fora.

O tema do encontro deste ano será “Unidade: Designo de Deus para a Humanidade”. Segundo Cristina Pires, que participará do evento, o Mariápolis reúne crianças, jovens e adultos que, por alguns dias, vivem um laboratório de fraternidade, à luz dos valores universais do Evangelho. “Esta experiência original, que se repete em vários países do mundo e em várias cidades brasileiras, tem como base o amor evangélico. É a regra de ouro, que existe em todas as religiões: Faça ao outro o que gostaria que fosse feito a você”.

Dentro da programação do evento, aberto a todos que queiram participar, há momentos de espiritualidade, convivência e jogos, em que é possível exercitar a experiência de amor recíproco. Toda a organização do evento é de responsabilidade dos membros do Movimento dos Focolares e suas comunidades.

Conheça a história das Mariápolis

*Colaboração: Cristina Pires

No difícil contexto do pós-guerra, quando ainda buscava-se reparar, entre os povos europeus, as feridas causadas pela Segunda Guerra Mundial, durante o verão da região de Trentino, no norte da Itália, juntava-se ao grupo do nascente Movimento dos Focolares, que começou em 1943, um número cada vez maior de jovens, famílias, profissionais, políticos, etc., para passarem as férias de verão.

Dessa maneira, para passar o verão juntos, compunha-se a Mariápolis, esta pequena sociedade, formada por pessoas diferentes, países diferentes (italianos, alemães, franceses, estudantes, profissionais, etc.) que compunham uma sociedade renovada pelo amor evangélico. Vivia-se e colocava-se em prática as Palavras do Evangelho. Respirava-se a fraternidade universal.

Esta experiência, iniciada na Itália, em 1952, expandiu-se nos outros países, e em 1958, fora da Europa. Em 1959, na Itália, 10 mil pessoas se reuniram, buscando viver esta experiência de amor concretamente, onde pessoas de 27 países se tratavam como irmãos, sem diferenças de credo, raça, nível social. Esta experiência baseada na lei evangélica do amor recíproco, “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei”, expandiu-se nos cinco continentes, e várias Mariápolis acontecem todos os anos. Em nossa região, as Mariápolis se alternam nas cidades vizinhas.

Outras informações:
Assessoria de Comunicação Arquidiocese de Juiz de Fora: (32) 3229-5450

Conteúdo Relacionado
X