“Jesus apresenta o Seu Coração para mostrar o amor de Deus que não tem limites”, diz Dom Gil na Solenidade do Sagrado Coração

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Na tarde da última sexta-feira, 19 de junho, o Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, presidiu a Missa da Solenidade do Sagrado Coração de Jesus na Matriz da paróquia de mesmo nome, no Bairro Bairu, em Juiz de Fora. Concelebraram com ele o Pároco local, Padre Renato Alves Rodrigues, o Vigário Paroquial, Padre João Batista Diniz Ferreira, e o ex-Capelão Militar, Padre Nelson Augusto de Oliveira.

Durante entrevista, Dom Gil explicou a devoção ao Sagrado Coração de Jesus. “Desde o princípio da Igreja, já os santos padres nos primeiros séculos tiveram muitas reflexões sobre o coração aberto de Jesus no alto Calvário, de onde saiu sangue e água. Nós interpretamos isso sempre como a água do Batismo e o sangue da Eucaristia, sacramentos principais da Igreja”, observou. “Mas no século XVII, exatamente no ano de 1672, São João Eudes, um grande amoroso ao Coração de Jesus, desenvolveu esta devoção que até na Idade Média também já tinha algum início. Depois, em 1675, Santa Margarida Maria Alacoque teve experiências místicas que foram reconhecidas pela Igreja e essa crença, portanto, começou a se crescer. O Papa Pio IX, no ano de 1856, estabeleceu a festa como importante no calendário litúrgico da Igreja. Os jesuítas foram encarregados de propagar essa devoção”, completou o Arcebispo.

Em sua homilia, o Pastor afirmou que o Coração de Jesus é força para tempos difíceis. “Todos nós podemos encontrar momentos de cansaço, de problemas e até de desânimo, mas quando olhamos para o coração misericordioso, o coração bondoso de Cristo, recobramos a força. O Coração de Jesus é manso e humilde, por isso nós encontramos n’Ele repouso, reforço, reanimação. O fardo agora se chama Covid-19. Nossa oração é de repouso no coração do Senhor, de confiança que Ele pode nos atender em nossos pedidos”.

Dom Gil recordou também que, naquele dia, a Igreja no mundo inteiro lembrava o Dia de Oração pela Santificação do Clero, composto por diáconos, presbíteros e bispos. O Arcebispo deu destaque à missão dos sacerdotes. “Todo o clero, hoje, recebe do povo de Deus oração pela sua santificação, porque o que valeria para um padre saber muitas coisas se não amasse? Ser muito inteligente se não praticasse o amor? O padre precisa santificar-se no amor e é no amor que nós encontramos o caminho da santidade”, afirmou.

A Solenidade do Sagrado Coração de Jesus na paróquia do Bairro Bairu foi preparada por uma novena, participada pelos fiéis através das redes sociais. Com o tema “Conforto e força em meio à pandemia”, as orações, segundo Padre Renato, convidaram os fiéis a encontrar serenidade. “A novena que nós fizemos, cada dia com um tema, foi para ajudar os nossos fiéis a obter essa paz tão desejada, obter essa tranquilidade e ao mesmo tempo sentir que o coração de Jesus realmente pulsa por nós”.

Este objetivo, para Padre Diniz, foi alcançado. “Levar força e conforto através da Paróquia Sagrado Coração de Jesus a muitos lugares do Brasil. E acreditamos que cumprimos essa missão de ser presença, levar a fé, levar a Palavra de Deus no canto, pela liturgia da Palavra, pelas pregações e pelo Cristo consagrado no Santo Altar”, ressaltou.

Poucas pessoas participaram da Eucaristia, mas a Igreja Matriz estava repleta de fotos de devotos e suas famílias. A iniciativa, segundo o Pároco, se deu por conta da impossibilidade da participação presencial na Santa Missa. “Nós pedimos que eles enviassem pelo nosso WhatsApp, ou trouxessem presencialmente em nossa secretaria, as fotos para que nós pudéssemos, então, colocá-las junto ao Sagrado Coração de Jesus”.

Já os que participaram fisicamente da Celebração respeitaram as medidas de higiene e distanciamento social indicadas pelas autoridades sanitárias. Além disso, a paróquia mostrou já estar preparada para receber novamente os fiéis, com fitas e demarcações nos bancos e disponibilização de álcool gel, inclusive no momento da Comunhão.

Tendo em vista as últimas orientações do Arcebispo Metropolitano, Dom Gil, permitindo o recebimento de até 30 pessoas por Missa, neste sábado, às 19h, já começa a participação dos fiéis na Paróquia Sagrado Coração de Jesus. Aos interessados, basta ligar ou enviar e-mail para a secretaria fazendo a solicitação, sendo também possível a marcação presencial. O telefone é o (32) 3215-9969 e o e-mail, [email protected]

Veja Também