Inscrições abertas para curso on-line sobre ‘Fake News’

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Estão abertas as inscrições ao curso on-line Fake News, Religião e Política. A formação, a ser realizada de 8 a 12 de agosto, das 19h30 às 21h30, é oferecida pela Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação, a Assessoria de Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Pastoral da Comunicação (Pascom-Brasil), em parceria com os Jovens Conectados, com a Bereia – Informação e Checagem de Notícias e com a PUC Minas, por meios de seus núcleos Anima, Núcleo de Estudos Sociopolíticos (Nesp) e Núcleo de Estudos em Comunicação e Teologia (Nect).

A formação, gratuita, vai oferecer 300 vagas e será realizada pela plataforma Zoom com certificação pelo NESP da PUC Minas. As primeiras 300 pessoas que se inscreverem terão a participação garantida.

Tendo em vista o aumento substancial da disseminação de notícias falsas, o objetivo do curso é “oferecer uma formação aos agentes da Pascom, de outras pastorais, movimentos e organismos da Igreja para que desenvolvam a habilidade de checagem de notícias, exerçam a atitude cristã de propagação da verdade e formem uma rede de checadores de notícias no âmbito eclesial.

Compromisso com a verdade é uma exigência cristã

O bispo auxiliar da arquidiocese do Rio de Janeiro e secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado, considera que “estamos assustados com diversas situações de nosso tempo, presentes no mundo e, é claro, também no Brasil. Dentre elas, a disseminação de notícias falsas, as chamadas fake news”. Segundo dom Joel, trata-se de um fenômeno assustador, que, visando a fragilização das pessoas e da sociedade, deve ser identificado, compreendido e rejeitado com toda veemência.

Para o secretário geral da CNBB, o compromisso com a verdade é uma exigência cristã, sem dúvida. “Diz respeito, entretanto, a todas as pessoas, independentemente da crença que possua, pois, quando abrimos mão da verdade, abrimos igualmente mão de nossa própria condição humana”, defende.

O bispo auxiliar de Belo Horizonte (MG) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB, dom Joaquim Giovani Mol, aponta que há grupos sociais que hoje usam as fake news para produzir a desinformação e construir falsas narrativas sobre a história, sobre os seres humanos e sobre a verdade dos fatos com o objetivo claro de ferir pessoas e, inclusive, desestabilizar a democracia. “Como cristãos, nosso dever é buscar sempre a verdade e a correta informação baseada em dados reais. O nosso dever pastoral é de combater e evitar a disseminação da desinformação e fortalecer o compromisso com a verdade”, disse.

O coordenador da Pascom-Brasil, Marcus Tullius, informa que o desejo é avançar para o fortalecimento de uma rede de agentes pastorais católicos capacitados para checar e lidar com esse fenômeno complexo das fake news. “Os parceiros na realização desta iniciativa abraçaram a causa, pois estamos convencidos de que é necessário combater a desinformação e isso se faz com pessoas bem preparadas. É uma tarefa bem árdua, mas, retomando o Papa Francisco, reafirmamos que é preciso acreditar na força ‘contagiosa’ do bem. É um primeiro passo, mas significativo para o contexto em que vivemos”.

Programação:

8 de agosto – 19h30 às 21h30

Tema: Democracia e desinformação

Conferencistas:

Democracia e desinformação – Professor emérito da Unb, Venício Lima

Fake news, pós-verdade e desinformação – Professora da PUC Minas, Fernanda Sanglard

9 de agosto

Tema:  Verdade e religião: compromisso do cristão  (A verdade vos tornará livres” (Jo 8, 32). A paz é a verdadeira notícia. Magistério do Papa Francisco e combate às fake news e experiências de outras religiões no combate às notícias falsas).

Facilitadora:  Professora Magali Cunha, representante da Bereia

10 de agosto

Tema: Métodos de checagem (Critérios de seleção: o que é possível checar; Metodologia: o passo a passo do fact-checking; e a busca de referências para a verificação; Classificação de veracidade)

Facilitador: Professor Melillo Diniz, do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral

11 de agosto

Tema: Ferramentas e técnicas de checagem (Procedimentos: ferramentas de busca, planilhas e Lei de Acesso à Informação; Classificação: o que há entre o verdadeiro e o falso; e a Formatação: como embalar o conteúdo)

Facilitadores: Juliana Dias e Marcos Lessa, da Bereia

12 de agosto

Tema: Propostas para combate à desinformação (Ecossistema da desinformação. Literacia – letramento digital e competência midiática crítica; Dinâmica das mídias sociais: lógica dos algoritmos, bolhas e engenharias digitais; Ferramentas de checagem. Contexto sociopolítico – complexidade da questão e impactos mundiais recentes; e Infodemia; Checklist de combate às notícias falsas).

Facilitador: Vinícius Borges, Núcleo de Estudos em Comunicação e Teologia (Nect)

Faça a sua inscrição aqui.

Fonte: Site da CNBB

Veja Também