IluMinas – Evento que trata dos desafios da família é realizado com apoio da Pastoral Familiar

0

Aconteceu no último sábado, no dia 3 de agosto, no Rincão da Igreja Santa Rita, no bairro Bonfim o 1º IluMinas. Um encontro organizado pelo Movimento Chamas de Amor, com o apoio da Pastoral da Família. O evento contou com a presença do Arcebispo de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, do Padre Laureandro Lima da Silva, vigário episcopal para Vida e Família, além de padres convidados.

Na ocasião, os fiéis puderam refletir sobre os desafios da família na atualidade, com pregações e testemunhos, como destaca Edy Lamar Araújo Brochini que, junto de seu esposo, Márcio Luiz Brochini, representam o casal arquidiocesano da pastoral familiar. “O evento foi de grande importância por trabalhar a família. Refletimos sobre o seu papel e sentido na proteção da vida. ”

Um destaque foi o coordenador do movimento Chama do Amor em São Paulo, o padre Daniel Vitor Cardoso Rodrigues, da Diocese de Osasco (SP) e que atua na TV Século XXI, esteve presente e pregou.

Para o Padre Laureandro Lima da Silva, “o evento foi muito proveitoso, pois tivemos palestras e reflexões focadas na Semana Nacional da Família. Foi um encontro alegre que contou com a participação de pastorais e movimentos. ”

Seguir os passos da Sagrada Família:

A missa de sábado foi celebrada pelo arcebispo Dom Gil Antônio Moreira. Em uma homilia alegre e inspiradora, o arcebispo levou os fiéis a uma reflexão sobre a família e a verdadeira vida. “No evangelho, Jesus fala sobre alguém muito preocupado com o dinheiro. A vida verdadeira não é a material, da terra, mas aquela pela qual fomos criados, que existe após a morte. A morte para o cristão não é uma derrota, mas uma porta de passagem para a eternidade. Quem caminha para lá encontra essa porta aberta. Quem despreza esse caminho nunca vai chegar ao que Deus reservou para aqueles que o amam. ”

Em sua reflexão, Dom Gil reforçou a importância de estarmos próximos ao amor de Deus, buscando uma intimidade cada vez mais profunda com ele: “o que determina nosso caminho aos céus é o amor de Deus. Quando o amamos sabemos que estamos no caminho certo. Mas como amar a Deus se nós não o conhecemos? Por isso precisamos estar próximos buscando o seu amor! ”

O arcebispo lembrou ainda sobre a importância da Virgem Maria em nossa caminhada. “Ninguém esteve tão perto de Cristo como Maria. Ela teve o privilégio de ter o filho de Deus. Maria o amamentou, criou e o viu ressuscitar. Ela é para nós uma graça que Deus nos dá, pois, seguindo seu silêncio e sua vida, sabemos que estamos no caminho certo”.

Recordando sobre sua vida familiar, Dom Gil falou sobre a sua infância com seus irmãos. “Me lembro que na minha casa tinha um berço grande, éramos 8 irmãos. Minha mãe antes de dormir se aproximava do berço e nos ensinava a rezar. Todos os dias ela nos dizia algum ensinamento sobre a igreja e seu catecismo, eram pequenas pílulas de fé. No final do ano estávamos quase fazendo curso de Teologia”, brincou Dom Gil, sendo aplaudido pelos fiéis. E concluiu, “Maria aponta o valor da família. Ela é mãe, teve um esposo José e o menino Jesus. Eis a Sagrada Família para nos mostrar o valor das famílias.  É na família que descobrimos os sinais que nos levam para a eternidade.”

Colaboração: Elias Arruda

 

Conteúdo Relacionado
X