Etapa presencial da 59ª Assembleia Geral da CNBB inicia com Celebração Eucarística no Santuário Nacional, no domingo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

A segunda etapa da 59ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) acontece, de forma presencial, no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida (SP), de 28 de agosto a 2 de setembro, como forma de garantir a votação dos temas que em função da presencialidade exigida pelo Estatuto da CNBB não puderam ser votados nos últimos dois anos em razão da pandemia.

A abertura acontece no próximo domingo, 28 de agosto, Dia Nacional do Catequista, com a missa no Santuário Nacional, às 18h. O arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, irá presidir a missa e os concelebrantes serão os membros da presidência da entidade e os bispos que fazem parte do Conselho Episcopal Pastoral, o Consep.

Para este dia, em específico, a leiga e assessora da Comissão para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB, Mariana Venâncio, foi convidada a fazer a primeira leitura da missa. E o assessor da Comissão para o Laicato da CNBB, Laudelino Azevedo, fará a segunda leitura. A celebração será transmitida pela TV Aparecida e poderá ser acompanhada pelas redes sociais da CNBB (@cnbbnacional) e pelo portal A12.

Características da segunda etapa

Desta vez, além do aprofundamento do Tema Central “Igreja Sinodal – Comunhão, Participação e Missão”, propostas e indicações para a elaboração das próximas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE) serão feitas rumo à consolidação na 60ª Assembleia Geral da CNBB, em 2023.

Com a característica de ser deliberativa, nesta segunda fase, os temas que serão votados pelo episcopado são as atualizações no Estatuto da CNBB, a tradução do Missal Romano, o texto do Ministério do Catequista e o Estudo nº 114 da CNBB cujo título é: “E a Palavra habitou entre nós” (Jo 1,14) – Animação Bíblica da Pastoral a partir das comunidades eclesiais missionárias”.

Além disso, outros 14 temas diversos vão ser objeto de reflexão e discussão dos cardeais, arcebispos, bispos diocesanos e auxiliares e coadjutores que participarão da 59ªAssembleia Geral como exemplo o 18º Congresso Eucarístico Nacional; a Celebração dos 70 anos da CNBB; a Jornada Mundial da Juventude 2023; o Sínodo dos Bispos 2023, entre outros.

Participam do evento cardeais, arcebispos, bispos diocesanos e auxiliares, coadjutores, além dos bispos eméritos e representantes de organismos e pastorais da Igreja que são convidados. Mas apenas os bispos na ativa têm poder de voto. Atualmente, segundo dados da Secretaria Técnica da CNBB, a Igreja Católica no Brasil possui 278 circunscrições eclesiásticas, com um total de 478 bispos, dos quais 321 na ativa e mais 157 bispos eméritos.

Como será a cobertura jornalística?

A Assessoria de Comunicação da CNBB, a ASCOM, realizou um cadastro, em período determinado, para os profissionais de imprensa interessados em cobrir a Assembleia, de forma presencial, para o qual foram registrados 111 nomes de profisisonais da mídia católica e secular. Diariamente, a Assessoria de Comunicação do evento enviará aos cadastrados releases com detalhes sobre a programação do evento.

Os credenciados deverão se apresentar à sala de imprensa do evento, no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida, no sábado, 27 de agosto, das 14h às 17h; e no domingo, 28 de agosto, das 9h às 12h; para a retirada dos crachás que darão acesso às coletivas de imprensa e aos eventos realizados no Santuário Nacional (Missa de abertura, outras missas e a celebração dos 70 anos da CNBB).

O acesso liberado da taxa de estacionamento de automóveis já está garantido para os carros que já sejam adesivados com a caracterização “Imprensa” de seus próprios veículos de cobertura. Caso o carro ainda não seja adesivado com a identificação, é necessário pedir a liberação com antecedência à Assessoria de Imprensa do Santuário, informando a placa e o modelo do carro,  diretamente pelo e-mail: [email protected]

Como acompanhar?

No portal da CNBB e nas redes sociais (@cnbbnacional), será possível acompanhar a cobertura dos principais temas abordados pelos bispos nas sessões, por meio de matérias na edição diária do portal da CNBB (www.cnbb.org.br). Haverá, ainda, uma versão especial diária do boletim Igreja no Brasil, com o resumo do dia, a ser transmitido ao vivo, às 19h, nas redes sociais da CNBB.

As Coletivas de Imprensa acontecerão, diariamente, às 15h, no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida, com dois bispos indicados pela presidência da CNBB, para apresentar os assuntos e desdobramentos dos debates realizados pelo episcopado brasileiro na Assembleia Geral. Os jornalistas credenciados receberão um release com as informações e detalhes da pauta e coletivas de cada dia.

As missas diárias da Assembleia aconterão sempre às 18h e serão transmitidas pelas redes sociais (@cnbbnacional). Também será possível acompanhar as celebrações pela TV Aparecida e portal A12. Nas redes sociais, a interação fica por conta da hashtag #59AGCNBB.

Fonte: Site da CNBB

Veja Também