Ereta Eparquia de Adiabene no Iraque e nomeado seu primeiro bispo

0

“O Sínodo dos Bispos da Igreja de Antioquia dos Sírios erigiu a nova Eparquia de “Adiabene” (Hadiab) na região do Curdistão iraquiano, com território desmembrado da Arquieparquia de Mosul (Iraque), transferindo ao mesmo tempo Dom Nizar Semaan, arcebispo coadjutor de Mosul dos Sírios a novo bispo da mesma Eparquia”.

Curriculum Vitae

Dom Nizar Semaan nasceu em Qaraqosh (Iraque) em 1 de janeiro de 1965. Após estudos primários e secundários, ingressou no seminário patriarcal de Charfet (Líbano) onde, de 1986 a 1991, concluiu sua educação com estudos na Universidade de “Saint-Esprit” em Kaslik (Líbano).

Foi ordenado sacerdote em 1º de novembro de 1991 em Qaraqosh, pela Arquieparquia de Mosul.

De 1991 a 1997, ele foi vigário paroquial primeiro em Beirute e depois em Qaraqosh.

De 1997 a 2002, ele estudou no Pontifício Instituto Oriental, em Roma, onde obteve seu doutorado na seção litúrgica da Faculdade de Ciências Eclesiásticas Orientais.

Desde 2005, ele é responsável pela Comunidade síria-católica na Grã-Bretanha.

Em 3 de março de 2019, o Santo Padre Francisco concedeu o Consentimento Pontifício à eleição de Dom Nizar Semaan como arcebispo coadjutor de Mosul, canonicamente feita pelo Sínodo dos Bispos Sírios.

A Igreja de Antioquia

 A Igreja de Antioquia é uma das cinco grandes Igrejas que compunham a Igreja Cristã antes do grande Cisma do Oriente. No século XV, a sede do Patriarcado foi transferida da cidade turca de Antáquia para a Síria, em resposta à invasão otomana.

Cinco “ramos” da Igreja cristã alegam ser sucessoras do Patriarcado de Antioquia: a Igreja Católica Síria, Igreja Greco-Católica Melquita, Igreja Maronita, Igreja Ortodoxa Grega de Antioquia, Igreja Ortodoxa Síria. Destas, a Católica Melquita, a Católica Síria e a Maronita estão em comunhão plena com a Igreja Católica. A Igreja Ortodoxa de Antioquia é parte da Igreja Ortodoxa e a Igreja Ortodoxa Síria é parte da Ortodoxia Oriental.

A Igreja Católica também alegou a sucessão ao patriarcado após a conquista da cidade na Primeira Cruzada (o cerco de Antioquia) e passou a indicar os patriarcas titulares de rito latino para Antioquia durante muitos séculos, mas renunciou à alegação em 1964, com a extinção do Patriarcado Latino de Antioquia.

Fonte: Site Vatican News

Conteúdo Relacionado
X