Encarcerados recebem sacramento da penitência durante Semana Santa

Foto: Imagens cedidas pelo Padre Welington

A Pastoral Carcerária Arquidiocesana promoveu, na quarta-feira Santa, 5 de março, um mutirão de confissões para os presos, no Complexo Penitenciário de Juiz de Fora.

O momento contou com a participação de seis padres, o Vigário Episcopal para o Mundo da Caridade, Pe. Geraldo Dondici Vieira, o Assessor da Pastoral, Pe. Welington Nascimento de Souza, o Administrador da Quase-Paróquia Nossa Senhora Aparecida, Pe. Luís Antônio Baldi Fávero, o Administrador da Paróquia Santo Antônio – Goianá (MG), Pe. Miguel Souza Lima Campos, o Pároco da Paróquia Santa Luzia, Pe. Fabiano Santos Admiral, FAM, e o Capelão do Cenáculo São João Evangelista, Pe. José Elissandro Santos de Santana, sss.

Antes de se dirigirem à penitenciária, Padre Welington recebeu os demais sacerdotes na Paróquia Nossa Senhora do Líbano para um momento de oração e orientações, além de um café. “Foi uma alegria atender as confissões de seres humanos, que marcados pelo pecado, quiseram receber o perdão de Deus. Eles estavam com o coração aberto para receberem em suas vidas a misericórdia de Deus”, comentou Padre Elissandro, sss, que participou pela primeira vez da iniciativa da Pastoral Carcerária.

Ele ainda afirmou ter sido um importante momento para seu ministério. “Foi experimentado por mim, e penso que também pelos demais irmãos do ministério, a graça de Deus que nos fortalece na missão e na vocação recebida”, concluiu.

A Pastoral Carcerária já possuiu mais 50 anos de existência no Brasil. Ela é a Igreja fazendo presença no cárcere com celebrações, cursos bíblicos, grupos de partilhas e acompanhamento à Jesus preso nas pessoas presas. Para conhecer mais o trabalho da Pastoral Carcerária (PCr) da Arquidiocese de Juiz de Fora, basta entrar em contato através do telefone (32) 3211‐3381 ou do seguinte e-mail: [email protected].

Veja Também