Dom Gil fala sobre aborto em Tribuna Livre na Câmara Municipal de Juiz de Fora

DSC01387
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

No início da noite dessa quinta-feira (11), o arcebispo metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, ocupou a Tribuna Livre em reunião ordinária na Câmara Municipal de Juiz de Fora. Na presença de grande parte dos vereadores, o pastor tratou do aborto, tema recorrente no Brasil e amplamente tratado no Legislativo Municipal.

Durante sua fala, Dom Gil destacou a união das religiões em defesa da vida humana. Além disso, falou de bioética e do uso de células-tronco embrionárias. O arcebispo ainda lembrou os projetos de lei que tramitam no Congresso Nacional brasileiro em busca da descriminalização do aborto.

Durante sua apresentação, afirmou: “Com o emprego de eufemismos tais como interrupção da gravidez, descriminalização, ou despenalização do aborto, gravidez assistida, direito da mulher sobre o seu corpo e outros, vai se tentando no Brasil legalizar a prática hedionda do abortamento de seres humanos. Leve-se em conta que a criança gerada no seio materno não é parte do corpo da mãe, mas é outro ser humano distinto dela”.

Dom Gil parabenizou projetos votados na Câmara Municipal que vão ao encontro do ideal cristão de valorização da vida. O arcebispo citou a lei de 2010, de autoria do vereador Isauro Calais, que instituiu, no Calendário Oficial do Município, o Dia do Nascituro, celebrado em 8 de outubro. O arcebispo ficou satisfeito ao tomar conhecimento de outro projeto de lei que trata do tema: em outubro, o vereador José Mansueto Fiorilo propôs a instituição do Dia Municipal de Conscientização Contra o Aborto, em 27 de novembro de cada ano, e a inclusão da data no Calendário Oficial do município.

 

Outras informações:

Assessoria de Comunicação Arquidiocese de Juiz de Fora: (32) 3229-5450

Veja Também