Diáconos permanentes e esposas participam de formação no Seminário Santo Antônio

Na manhã do último sábado, 6 de agosto, os diáconos permanentes da Arquidiocese de Juiz de Fora participaram, juntamente com suas esposas, de uma formação no Seminário Arquidiocesano Santo Antônio. O encontro teve início com um momento de oração e seguiu com orientações para os trabalhos diaconais.

Logo após, diáconos e esposas foram separados em dois grupos para assistirem a palestras do Professor Davi Maçaneiro, que falou aos homens sobre as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, em sintonia com o Sínodo dos Bispos e o II Sínodo Arquidiocesano, e da Irmã Lucy Maria Sperandio, da Congregação dos Santos Anjos, que abordou a missão da mulher na Igreja.

Por fim, todos reuniram-se novamente para escutar uma palavra do Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira. “Isso representa um grande momento para a Arquidiocese na caminhada sinodal. A presença do diácono é muito importante na vida da Igreja, não só litúrgica, mas na vida social, porque trabalha também com os pobres, com os sofredores. E as esposas dos diáconos têm um papel importante, porque elas auxiliam os diáconos sobretudo nessa parte social”, afirmou o Pastor Arquidiocesano. A intenção, segundo Dom Gil, é que este encontro seja realizado ao menos uma vez por ano. “É um diálogo importante entre a Igreja, o diácono e a sua família, para que todos possam entender bem qual é o papel do diácono na Igreja e qual é o papel das esposas dos diáconos nessa missão”, completou.

O Presidente da Comissão Arquidiocesana de Diáconos (CAD), Diácono João Roberto da Silva, comemorou a presença maciça dos irmãos de ministério e ressaltou a importância da presença das esposas. “O nosso ministério não é só o homem, mas depende do ‘sim’ da mulher para conosco, para com a Igreja.” No mesmo sentido, sua esposa, Suzana Maria da Fonseca Silva, afirmou que “o nosso ‘sim’ veio em primeiro lugar para que eles pudessem se tornar diáconos. É de fundamental importância a gente também refletir e se unir para poder ajudá-los na sua missão.”

Outro momento significativo para os diáconos permanentes da Arquidiocese de Juiz de Fora será a Missa festiva desta quarta-feira, 10 de agosto, quando a Igreja celebra o Dia do Diácono. A celebração, presidida por Dom Gil, acontecerá na Catedral Metropolitana, às 19h.

Atualmente, nossa Igreja Particular possui 48 diáconos permanentes, espalhados por paróquias de todo o território arquidiocesano.

Veja Também