Dia da Vida Consagrada é celebrado na quarta-feira (2)

*Celebração Eucarística com a Vida Consagrada em 2 de fevereiro de 2017 (Vatican Media)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Nesta quarta-feira, 2 de fevereiro, Festa da Apresentação do Senhor, a Igreja celebra o 26º Dia Mundial da Vida Consagrada. Na Arquidiocese de Juiz de Fora, a data será recordada em Santa Missa na Catedral Metropolitana, às 17h, presidida pelo Arcebispo, Dom Gil Antônio Moreira.

Para a ocasião, o Coordenador do Núcleo de Juiz de Fora da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), Frei Carlos Roberto de Oliveira Charles, OFMConv., enviou uma carta-convite às congregações presentes em nossa Igreja Particular. “Ainda em meio às sombras da pandemia que nos atormenta, mas agora com a esperança luminosa da vacinação, desejo mais uma vez reencontrar cada um, cada uma; por isso, convido para a Celebração Eucarística da Festa da Apresentação do Senhor, para, com Ele, reapresentarmos nossas alegrias e esperanças, medos e angústias próprias do nosso testemunho na diversidade de nossos carismas”, diz um trecho da mensagem.

Na última semana, o Prefeito e o secretário da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, Cardeal João Braz de Aviz e Dom José Rodríguez Carballho, O.F.M., respectivamente, assinaram uma carta direcionada aos religiosos de todo o mundo, na qual exortam a reflexão sobre a palavra “participação” ligada ao caminho sinodal.

“O convite que fizemos no ano passado, nesta mesma ocasião, foi para praticar a espiritualidade da comunhão (Vita consecrata, n. 46) a fim de sermos construtores de uma fraternidade universal e para sonhar como uma única humanidade (Fratelli Tutti n. 8). Palavras que de alguma forma prepararam o caminho eclesial, que há pouco iniciamos, intitulado: Por uma Igreja Sinodal: Comunhão, Participação e Missão. Assim, neste ano, nos debruçamos sobre a segunda palavra do Sínodo para convidar cada um de nós a fazer a nossa parte, a participar, de fato: ninguém deve se excluir, ou se sentir excluído deste caminho, ninguém deve pensar ‘não me diz respeito’. A todas e a todos é pedido que entrem no ‘dinamismo de escuta recíproca, conduzido a todos os níveis da Igreja, que concerne todo o povo de Deus’ (Papa Francisco à Diocese de Roma, 18 de setembro de 2021).”

Na mensagem dirigida à Vida Consagrada, é explicado que se trata, sobretudo, “de um caminho que interpela cada comunidade vocacional em seu ser expressão visível de uma comunhão de amor, reflexo da relação trinitária, de sua bondade e de sua beleza, capaz de suscitar novas energias para enfrentar concretamente o momento presente. Se voltarmos ao nosso chamado vocacional – escrevem -, redescobriremos a alegria de fazer parte de um projeto de Amor pelo qual outros irmãos e irmãs, antes de nós e conosco, colocaram sua própria vida à disposição.”

Clique aqui e confira a íntegra da mensagem.

*Com informações de CRB Nacional e Vatican News

Veja Também