CRB promove Semana Nacional da Vida Consagrada e recebe carta de Papa Francisco

0

Pela primeira vez, dentro do Mês Vocacional, a Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) realiza, desde domingo (16), uma semana dedicada à vida religiosa. A Semana Nacional da Vida Consagrada tem o tema “Amados e Chamados por Deus”, o mesmo dedicado ao mês temático.

Segundo a presidente da CRB, Irmã Maria Inês, a iniciativa foi pensada não somente para celebrar no terceiro domingo de agosto o dia do/a religioso/a, como também destinar toda a terceira semana para celebração, formação e divulgação da vocação à vida consagrada. O evento acontece até 22 de agosto e, em seu decorrer, a CRB preparou quatro momentos a nível nacional, “isto porque também as 20 seções regionais estarão fazendo cada uma a sua programação”, explica Irmã Maria Inês.

O primeiro momento foi a missa de abertura, celebrada no domingo (16) na Catedral Metropolitana de Brasília. Nesta segunda-feira, dia 17, às 16h, haverá uma live com o tema “A relevância da vida consagrada nos tempos atuais”. Para este momento, participarão o cardeal prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, dom João Braz de Aviz, o bispo referencial para a vocação cristã, dom João Inácio Muller, e a presidente da CRB, Irmã Maria Inês Ribeiro.

No dia 19, quarta-feira, das 20h às 21h30, haverá uma análise de conjuntura com o tema “Diálogos Formativos: o  Chamado de Deus  diante  das Circunstâncias atuais”, que contará com a assessoria de Moisés Sbardelotto, doutor em Comunicação. Por fim, na sexta-feira (21), das 20h às 21h30, haverá mais um momento formativo com  o frei Vanildo Luís  Zugno, que falará sobre o tema “Diálogos Formativos: Os Conselhos Evangélicos à luz do Sínodo  da Amazônia”.

Todas as lives poderão ser acompanhadas no Facebook e Youtube da CRB.

Papa Francisco envia carta aos religiosos e religiosas do Brasil

Por ocasião da Semana da Vida Religiosa Consagrada, que se realiza entre os dias 16 e 22 de agosto e que visa promover e renovar a missão deles na terra de Santa Cruz, o Papa Francisco enviou uma carta a todos os religiosos e religiosas do Brasil. O Santo Padre inicia a missiva saudando os consagrados e consagradas do país e exprime a sua alegria em se unir em espírito às orações e iniciativas promovidas pela Conferência dos Religiosos do Brasil.

Francisco, em seguida, recorda “que a caminhada vocacional tem sua origem na experiência de saber-se amado por Deus: a própria vida já é fruto de uma chamada de Deus; nos chamou à vida porque nos ama e tudo predispôs para que cada um de nós fosse único, acompanhando-nos ao longo das estradas poeirentas da nossa vida e, sabendo da nossa pungente nostalgia de amor e felicidade, chama-nos à alegria, que se encontra somente no dom de si aos outros” (cf. Mensagem para o 55º Dia Mundial de Oração pelas Vocações, 22/2/2018).

O Santo Padre fala ainda dos desafios impostos pela sociedade atual, que vive numa mudança de época, salientando que “é preciso estar vigilante, a fim de se evitar a tentação de ter um olhar mundano, que nos impede ver a graça de Deus como protagonista da vida e nos leva a sair à procura de qualquer substituto” (cf. Homilia no 24º Dia Mundial da Vida Consagrada, 01/02/2020). O melhor antídoto contra a tentação – continua Francisco -, é dar prioridade à oração em meio a todas as nossas atividades, certos de que a pessoa que mantém o olhar fixo em Jesus aprende a viver para servir, pois experimenta aquilo que disse o profeta Isaías: “És precioso a meus olhos… Eu te amo” (43,4).

Então, para buscar uma maior promoção e renovação da vida e missão dos consagrados no Brasil, nasce o convite do Papa a “novamente fazer aquela pergunta que tinha proposta na Carta Apostólica aos Consagrados, em 2014: ‘Jesus é verdadeiramente o primeiro e o único amor, como nos propusemos quando professamos os nossos votos?’ Só em caso afirmativo – sublinha Francisco -, poderemos, como é nosso dever, amar verdadeira e misericordiosamente cada pessoa que encontramos no nosso caminho, porque teremos aprendido dele o que é o amor e como amar: saberemos amar, porque teremos o seu próprio coração”.

Francisco encerra a sua carta aos consagrados e consagradas do Brasil desejando confirmar tais propósitos e pedindo a intercessão de Nossa Senhora Aparecida para que essa Semana da Vida Religiosa Consagrada seja muito fecunda, e envia a todos a Bênção Apostólica, pedindo que não deixem de rezar por ele. A carta, que tem a data de 5 de agosto de 2020, foi publicada no site da CRB Nacional, Conferência dos Religiosos do Brasil.

*Fontes: Sites da CNBB e do Vatican News

Conteúdo Relacionado
X