Comunidade do Bairro Marilândia recebe visitas missionárias

0

O Mês Missionário Extraordinário está chegando ao fim, mas a missão continua. Esta é a avaliação feita pela Paróquia São Geraldo, do Bairro Teixeiras, após dedicar todos os sábados do mês para visitas missionárias no Bairro Marilândia, onde está localizada a Comunidade Nossa Senhora Rosa Mística.

Leigos e leigas de diversas pastorais e movimentos, entre eles jovens da Crisma, visitaram as famílias da região em duplas. Ao chegarem aos lares e estabelecimentos comerciais, os missionários rezavam, conversavam e aspergiam os locais com água benta. Ao mesmo tempo, outros voluntários ficavam na capela da comunidade em adoração, intercedendo pelo bom êxito da atividade. Para encerrar cada sábado, todos participavam da Santa Missa em louvor e gratidão a Deus pelas graças derramadas.

A iniciativa foi dos sacerdotes que conduzem a paróquia, Padre Tarcísio Marcelino Ferreira Monay e David José Reis, que receberam o apoio do Diácono Roberto Faria e do seminarista Rafael Nascimento. “A Paróquia São Geraldo engloba os bairros Teixeiras, Cascatinha e Marilândia. Possui um grande território paroquial com diversas realidades desafiadoras, desde a desigualdade social, o individualismo moderno, até o rápido crescimento demográfico, muitas vezes sem planejamento. O convite de Jesus em anunciar o Evangelho continua pertinente na cidade, mesmo com os isolamentos dos prédios e condomínios. Ao iniciarmos liturgicamente o II Sínodo Arquidiocesano muitas questões vêm à tona para refletirmos e buscarmos diretrizes, dentre delas é a presença da evangelização nestes ambientes”, conta o aspirante ao sacerdócio, que também é o coordenador do Conselho Missionário de Seminaristas (Comise) do Seminário Arquidiocesano Santo Antônio.

O objetivo da missão, segundo Rafael, foi o reavivamento do amor de Deus nos corações. “Sabemos que não levamos Cristo para ninguém, para nenhuma casa. Ele já está lá, Ele já faz morada em cada casa, em cada lar, em cada família. A alegria do missionário é despertar no coração dos irmãos visitados o amor de Deus, recordar o Deus que ama, o Deus que perdoa”.

Para a missionária Shirley, a missão dos batizados é diária. “Quando nos unimos e vamos ao encontro em nome de Jesus, em missão, é Ele quem nos envia a um propósito, que só Ele sabe e age em nós. O agir de Deus é perfeito e com certeza dará fruto no tempo certo”. E o receio de bater de porta em porta não pode ser um obstáculo. É o que ressalta o seminarista Rafael. “Não sabemos se seremos bem recebidos ou se estaremos incomodando, sendo chatos. O outro é sempre um mistério, uma surpresa! Na missão não levamos nada! Mas, no congregar, Deus transborda seu amor em nossos corações! A missão é todo dia! No ponto de ônibus tem alguém a ser escutado, que carece de uma palavra”, finaliza.

*Colaboração e fotos: Rafael Nascimento

Conteúdo Relacionado
X