CND e CRB emitem notas de apoio ao Papa Francisco

0

A Comissão Nacional dos Diáconos (CND) divulgou, na última quinta-feira, 16 de janeiro, uma nota em apoio ao Papa Francisco. No texto, a Comissão afirma que “vem neste momento renovar e testemunhar a obediência incondicional ao Sumo Pontífice, o Papa Francisco, legítimo sucessor de Pedro”, diz um trecho.

No dia anterior, a Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) emitiu mensagem na mesma linha. “Nós, Vida Religiosa Consagrada, renovamos a ele nossa obediência incondicional e suplicamos ao Bom Deus e à Virgem Maria que o fortaleça na fé, na esperança e caridade”, afirma a presidente da CRB Nacional, Ir. Maria Inês Vieira Ribeiro. A CRB é um organismo que congrega todos os institutos religiosos e todas as sociedades de vida apostólica ligados à Igreja Católica Romana presentes no Brasil.

Confira, abaixo, a íntegra de ambos os pronunciamentos:

CRB Nacional

Aos Consagrados e Consagradas e todas as pessoas de boa vontade

A Igreja é um corpo, nos ensina São Paulo, neste corpo todos os membros são importantes e, na diversidade, formam a unidade.

Nos últimos meses e, sobretudo nestes dias, através das mídias, o querido Papa Francisco vem sendo atacado, caluniado, mal interpretado, chamado de herege e não são poucos os pedidos de cardeais, bispos, cristãos leigos e leigas, que se intitulam guardiães da sã doutrina, que ele renuncie.

Nós, Vida Consagrada, assistimos a tudo isto com perplexidade. Este ódio e rancores são frutos do espírito do mau. É a tentação do deserto da indiferença, do egocentrismo e do mundanismo religioso que busca de todas as formas derrotar aquele que foi eleito de forma legitima pelo colégio dos cardeais para o serviço de animação e governo da Igreja Católica. O Papa, seja quem for, legitimamente eleito, é o sucessor de Pedro. Ele tem as chaves para abrir e fechar, no comando da barca de Pedro, os caminhos da Igreja.

O Papa Francisco é um servidor do Evangelho, da Doutrina e da Tradição da Igreja, sempre com a preocupação de apontar os novos horizontes da missão. Em sintonia profunda e consciente com o Concílio Vaticano II, ele resgata hoje os valores de uma Igreja que nunca pode deixar de ser missionária, samaritana, profética, mística e sábia, mesmo que as forças e os ventos contrários queiram mantê-la isolada e fechada numa autorreferência estéril.

A Igreja é mãe. E, como toda boa mãe, ela sai de si mesma para abraçar a todos os filhos e filhas, sobretudo os mais distantes, os que se afastaram e os mais pobres e vulneráveis. Francisco é o Papa para este momento da Igreja e do mundo.

Portanto, nós, Vida Religiosa Consagrada, renovamos a ele nossa obediência incondicional e suplicamos ao Bom Deus e à Virgem Maria que o fortaleça na fé, na esperança e caridade. Unamo-nos, firmemente, ao Papa Francisco em nossas preces!

Ao Papa, o nosso abraço fraterno de irmãos e irmãs.

Brasília-DF, 15 de janeiro de 2020

Irmã Maria Inês Vieira Ribeiro
Presidente da CRB Nacional

Comissão Nacional dos Diáconos

Caríssimos Diáconos, Esposas, Candidatos ao Diaconado e cristãos católicos em geral

Paz e bem!

Como Presidência da Comissão Nacional dos Diáconos – CND, estamos acompanhando nos últimos tempos, através da mídia, em especial das chamadas “Redes Sociais”, uma campanha difamatória contra o Pastor da Igreja, o querido Papa Francisco. Essa campanha envolve clérigos e leigos, que se intitulam “guardiões da fé” exigindo, entre outras coisas, a renúncia do Sumo Pontífice, que não estaria agradando esse grupo de “cristãos”.

A Unidade da Igreja é primordial, em especial nestes momentos difíceis que o mundo atravessa. As chamadas “fake News” têm sido usadas indiscriminadamente procurando afetar a pessoa do Papa Francisco e a unidade da Igreja Católica.

A Comissão Nacional dos Diáconos do Brasil – CND, vem neste momento renovar e testemunhar nossa obediência incondicional ao Sumo Pontífice, o Papa Francisco, legítimo sucessor de Pedro. Suplicamos ao Bom Deus e a Virgem Maria que o fortaleça na fé, na esperança e caridade. Unamo-nos, firmemente, ao Papa Francisco em nossas preces!h

Ao Papa, o fraternal abraço!

Manaus, 16 de janeiro de 2020

Diácono Francisco Salvador Pontes Filho, Presidente da CND
Diácono Júlio César Bendinelli, Vice-presidente
Diácono José de Oliveira Cavalcanti, Secretário
Diácono Antonio Oliveira dos Santos, Tesoureiro

*Fonte: Sites do Vatican News e da CNBB

Conteúdo Relacionado
X