CNBB manifesta solidariedade a familiares dos jovens que morreram em Paraisópolis

0

O bispo auxiliar do Rio de Janeiro, dom Joel Portella Amado, e secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou carta a Dom Luiz Antônio Guedes, bispo de Campo Limpo (SP), e a dom Pedro Luiz Stringhini, presidente do Regional Sul 1, em razão dos tristes acontecimentos em Paraisópolis, na capital paulista, que resultou na morte de nove adolescentes e jovens na madrugada de 1º de dezembro.

Na mensagem, o secretário-geral da CNBB manifesta, de modo especial, solidariedade aos diretamente envolvidos na tragédia. Dom Joel afirma ser dever da Igreja e dos cristãos, diante da indiferença e da morte, proclamar o irrenunciável valor da vida. Afirma ainda que toda pessoa possui o inalienável direito à vida, o qual ninguém tem o poder de exterminar. Confira a íntegra da mensagem de expressão de solidariedade do secretário-geral da CNBB aqui.

Os Bispos do Regional Sul 1, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), também manifestaram lamento pelos atos violentos que resultaram nesta tragédia em Paraisópolis. “A Igreja católica reafirma seu propósito e compromisso com a evangelização da juventude, na convicção que, providos dos mais nobres sentimentos e valores familiares, culturais, religiosos e humanos, os jovens trilharão caminhos de justiça e cidadania, livres das circunstâncias que conduzem à violência e à morte”, diz um dos trechos. Para ter acesso integral clique no link.

Fonte: Site da CNBB

Conteúdo Relacionado
X