Centenário da pedra fundamental da Igreja da Glória

0

No dia 20 de junho a Paróquia Nossa Senhora da Glória, em Juiz de Fora, celebra 100 anos do assentamento da pedra fundamental de sua igreja Matriz. Uma série de eventos comemorativos ao centenário da construção de nossa Igreja foi planejada pela paróquia. Infelizmente alguns planos, tiveram que ser adiados em razão da pandemia do Covid-19.

O atual pároco, Padre Edson Alves da Costa, CSsR, vê o momento como oportunidade de olhar toda a história, fazer memória, e agradecer por tudo e a todos que colaboraram com a paróquia. “Celebrar os cem anos é manifestar nossa eterna gratidão. É dizer a Deus o quanto Ele foi bondoso conosco, permitindo-nos trilhar este caminho.”

No entanto, por conta da pandemia, não haverá festividade. Segundo o padre, não é possível celebrar neste momento, mas a ideia é comemorar esta data no período da Novena de Nossa Senhora da Glória, previsto para o mês de agosto.

“Faz parte da tradição Redentorista, como aprendemos de Santo Afonso, o caminho de memória agradecida e, neste tempo, fazemos, sim, memória agradecida dos cem anos do lançamento da pedra fundamental, do início da construção da atual Igreja de Nossa Senhora da Glória”, explicou Padre Edson.

Histórico

Em 20 de junho de 1920, festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, foi lançada a pedra fundamental da nova Igreja da Glória. Na véspera, o terreno foi preparado para a missa campal e a cerimônia do lançamento; um altar foi erguido e junto deste um biombo para um coro de vozes femininas, que cantariam na missa, acompanhadas do harmônio da igreja. Além disso, flâmulas e bandeirinhas enfeitaram o local que também recebeu barraquinhas para a quermesse e os leilões em benefício das obras.

Para festejar o momento foi celebrada uma missa em seguinte, a cerimônia de assentamento da pedra fundamental, abençoada pelo padre visitador dos redentoristas holandeses no Brasil. A tarde, com foguetes, música, a quermesse se estendeu até o início da noite.

Os impactos da Primeira Grande Guerra Mundial, assim como a Gripe Espanhola, atrasaram construção da igreja. Sua construção atual inaugurada em 1924 e atraia muitos colonos germânicos, que chegaram à cidade trazidos ascensão industrial, tornando o local conhecido como “igreja dos alemães”.

Impacto no presente

Padre Edson lembrou o trabalho realizado pela Congregação Redentorista ao longo de tantas décadas. “A Congregação Redentorista, por meio da Paróquia Nossa Senhora da Glória, trouxe aos habitantes de Juiz de Fora palavras de conforto, de gratidão, de acolhida. Aqui nós falamos das coisas do Reino de Deus e buscamos viver mais de perto, dentro da Igreja de Juiz de Fora, todo este anúncio que é o Reino de Deus. Fazemos parte da história de Juiz de Fora e crescemos também com a cidade de Juiz de Fora”.

“Que continuemos com coragem, audácia missionaria, sendo discípulos de Jesus Cristo, como Nossa Senhora e dispostos a fazer tudo o que Cristo nos disser”, acrescentou ele.

Atualmente, com distanciamento social, as celebrações na Igreja da Glória estão sendo transmitidas pelo YouTube Paróquia da Glória. Nas redes sociais, Facebook e Instagram ou ainda no site, é possível encontrar mais conteúdos evangelizadores e demais informações.

*Com informações do site da Paróquia da Glória

Conteúdo Relacionado
X