Arquidiocese Militar do Brasil desmente matéria que fala de “Missa pela ditadura”

0

A Arquidiocese Militar do Brasil emitiu uma nota na qual desmente uma matéria publicada pelo site da revista ‘Veja’ que traz como título “Missa pela ditadura tem generais, viúva de Ustra e críticas a Caetano”. A notícia, publicada na segunda-feira, 1º de abril, fala sobre a Missa celebrada no domingo, 31 de março, na Paróquia Militar de São Miguel Arcanjo, em Brasília, presidida pelo Bispo auxiliar do Ordinariado Militar do Brasil, Dom José Francisco Falcão de Barros.

No texto, fala-se em “celebração ao golpe militar”, com a presença de generais, e ressalta a presença de Joseita Brilhante Ustra, viúva do coronel Brilhante Ustra. Além disso, assinala que o Bispo teria criticado o cantor Caetano Veloso durante sua homilia.

Em sua nota oficial, a Arquidiocese Militar explica que a Missa “foi em ação de graças pelas promoções dos oficiais generais do Exército Brasileiro”, como ocorre há anos nesta data, e assinalou que na homilia o Bispo comentou apenas “as leituras litúrgicas”.

Dom José Francisco Falcão de Barros também divulgou nota de esclarecimento, na qual se dirige ao cantor Caetano Veloso e à imprensa. Clique aqui e confira o documento na íntegra.

*Com informações de ACI Digital

Conteúdo Relacionado
X