Arquidiocese de Juiz de Fora lança projeto piloto “Ecolixo do Bem, juntos podemos”

0

Na próxima sexta-feira, 20 de maio, será lançado o projeto piloto “Ecolixo do bem, juntos podemos”. A solenidade será realizada junto com a missa de abertura da Feira da Caridade, às 7h30, na Igreja São Sebastião, no Centro de Juiz de Fora. O projeto será realizado no quadrilátero desta mesma igreja, indo desde a Colégio Academia até a Funalfa e do Fórum Benjamin Collucci até a Rua Olegário Maciel.

O projeto, que tem a liderança da Arquidiocese de Juiz de Fora e conta com a parceria de diversas instituições da cidade, é uma ação de educação e proteção socioambiental, que abrangerá o Parque Halfeld e entorno, promovendo a coleta seletiva de resíduos orgânicos e sólidos.

Ainda dentro da programação de lançamento, dia 21 de maio, das 9h às 12h, haverá uma oficina com crianças e jovens sobre coleta seletiva na Igreja São Sebastião, que vai ser liderada pelo movimento do Grupo de Jovens Nova Vida e o Ministério de Música Verbo Divino. Representantes do projeto também estarão em um dos stands da Feira da Caridade, localizados no Parque Halfeld, passando informações do projeto aos interessados. Além disso, haverá distribuição de orações diversas, impressas pela Odorozzi Editora, que foram produzidas com papel reciclado.

Conheça o projeto:

A iniciativa tem por objetivo ser um referencial para as pessoas em relação ao cuidado com o meio ambiente e tem como base conceitual a Campanha da Fraternidade 2016, que abordou o tema “Casa Comum, nossa responsabilidade”. As ações que serão realizadas estão pautadas nas diretrizes da “Encíclica Laudato Si – Louvado Seja, Sobre a Casa Comum”, lançada pelo Papa Francisco em 2015. O texto lançado pelo Santo Padre foi um apelo emergencial que abordou a questão ecológica, chamando a atenção dos cristãos quanto à importância de cuidar do planeta Terra.

O projeto adota quatro estratégias de ação para o desenvolvimento sustentável, que tem como objetivo conscientizar a população sobre o respeito ao meio ambiente e à dignidade das pessoas. São elas: 1 – Reeducação para novos hábitos – uma ação conjunta de mobilização nas casas, na vizinhança, nos negócios, no bairro; 2 – Política da boa vizinhança – uma mudança no estilo de vida pode exercer uma pressão salutar sobre quantos detêm o poder político, econômico e social; 3 – Conversão ecologia integral sustentável – cada comunidade unida ajudando a cuidar do seu espaço no seu bairro, para o bem da sua cidade; 4 – Atitude de respeito ao meio ambiente – amor a tudo que foi criado.

Vale destacar que o projeto também tem como intuito beneficiar coletores e seus familiares, buscando, por meio da criação de uma logística planejada, trazer melhorias que são propostas pelas associações de coletores, entre outros públicos afins.

As ações do projeto, que em um primeiro momento terão a duração de um ano, serão realizadas no entorno da Igreja São Sebastião, entre a Rua Halfeld (Colégio Academia até a Funalfa) e a Rua Marechal Deodoro (Fórum até a Rua Olegário Maciel).

A iniciativa, que já tem algumas parcerias formadas, está convidando várias instituições públicas e privadas para que o projeto cresça e seja disseminado em outros locais da cidade.

Outras informações:
Igreja São Sebastião: (32) 3215-0630
Assessoria de Comunicação Arquidiocese de Juiz de Fora: (32) 3229-5450

Conteúdo Relacionado
X