Arquidiocese de Juiz de Fora ganha mais um presbítero

0

“Quando nos esvaziamos de nós mesmos, Deus nos enche do seu Espírito”. Esta frase de São Vicente de Paulo foi a escolhida para conduzir o sacerdócio do agora Padre Leandro de Senna Monaia, ordenado presbítero no último sábado, 29 de agosto, em cerimônia realizada na Catedral Metropolitana. A Santa Missa, presidida pelo Arcebispo de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, foi concelebrada por dezenas de padres e assistida por diáconos permanentes e seminaristas.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, poucas pessoas puderam assistir ao rito de ordenação presencialmente; em grande parte, familiares do ordenando. Entretanto, milhares de fiéis acompanharam a celebração pela Rádio Catedral e pelas redes sociais da WebTV “A Voz Católica” e da Paróquia São João Nepomuceno, na qual o neossacerdote serviu como diácono transitório e continuará trabalhando como vigário paroquial.

Padre Leandro é o quarto presbítero ordenado em nossa Igreja Particular durante o mês de agosto, dedicado às vocações no Brasil. “Este ano, com todas as dificuldades da pandemia, nós estamos celebrando ações de graças, porque o Nosso Senhor nos deu uma oportunidade de ordenar cinco padres para a nossa Arquidiocese de Juiz de Fora. Dois são dedicados à Comunidade Evangelizadora Magnificat, mas são do nosso clero arquidiocesano. Hoje pude ordenar o quarto padre; falta ainda um, Padre João Carlos, que será ordenado no dia 7 de setembro, na sua terra natal, Bicas, Paróquia São José”, contou o Arcebispo de Juiz de Fora.

Dom Gil ainda recordou a origem da vocação do neossacerdote, que é de família vicentina. “Pessoa completamente dedicada a Deus no meio dos pobres. Foi deste meio que o Nosso Senhor tirou essa vocação do Leandro. Eu também fui membro da Sociedade de São Vicente de Paulo, me considero confrade até hoje. Então é uma alegria para a família vicentina ver um dos seus jovens ser ordenado padre”.

Foi justamente por conta deste contato com a entidade criada pelo Beato Antônio Frederico Ozanam, sob o patrocínio de São Vicente de Paulo, que Padre Leandro escolheu seu lema de ordenação. “São Vicente de Paulo é, para nós, o pai da caridade. Então me inspiro no sacerdócio e na vida dele, sempre pedindo a força do Espírito Santo para que Ele possa habitar no nosso ser, na nossa vida e, acima de tudo, no nosso coração e ministério”.

Além desse pedido, o sentimento no dia de ordenação era de agradecimento a Deus pelo dom da vocação e o dom da vida, e ao Seminário Arquidiocesano Santo Antônio pelos anos de estudos, reflexões e questionamentos. Antes de ingressar na instituição, Padre Leandro passou quatro anos na Congregação do Verbo Divino. “Durante toda a minha experiência enquanto comunidade, na Paróquia São Pio X, Deus foi suscitando na minha vida esse chamado, essa vocação. Depois de muito tempo de pensar e estar, também, através da oração, em contato com Deus, fui para a Congregação do Verbo Divino no ano de 2012 e em 2016 ingressei na Arquidiocese de Juiz de Fora. Deixo o meu muito obrigado aos verbitas e também ao Seminário Santo Antônio, por toda a formação humana e cristã”, afirmou.

Para o reitor do Seminário e Vigário Geral da Arquidiocese, Monsenhor Luiz Carlos de Paula, é sempre uma alegria o dia da ordenação de alguém que passou pelo Seminário Arquidiocesano. “Toda ordenação é motivo de alegria, ainda mais quando a gente acompanha, vê que fez uma caminhada bonita, como o Leandro fez, percorreu um caminho de estudo, de oração, de experiência pastoral e de crescimento. Todos nós queremos agradecer muito a Deus por mais um padre para a nossa Igreja”.

Toda a cerimônia de ordenação foi acompanhada de perto pelos pais de Padre Leandro, Sueli Ferreira de Senna Monaia e Aparecido José Cândido Monaia. Em entrevista, ambos ressaltaram o trabalho e os obstáculos enfrentados pelo filho durante sua caminhada vocacional. “Foi difícil, porque tem uns atropelos na vida. É uma vitória ele ter chegado agora à fase final, porque houve tribulações e problemas, mas ele conseguiu superar na alegria dele e com a ajuda dos padres do Seminário; uma formação que é incomparável na vida de uma pessoa”, disse Sueli.

Padre Leandro de Senna Monaia celebrou suas primeiras missas nesse domingo, 30 de agosto. A primeira delas aconteceu pela manhã, na Comunidade Nossa Senhora de Fátima, do Bairro Jardim Gaúcho, pertencente à Paróquia São Pio X. À noite, o sacerdote presidiu celebração na Matriz São João Nepomuceno, na cidade de mesmo nome.

Conteúdo Relacionado
X