Arcebispo preside Missa festiva em honra a São José

No último dia 19 de março, quando a Igreja celebrou a Solenidade de São José, dezenas de missas foram dedicadas ao Patrono Universal da Igreja na Arquidiocese de Juiz de Fora. Na capela do Bairro Alto dos Passos, por exemplo, foram três as celebrações festivas, sendo a última delas presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira.

Na ocasião, o Pastor refletiu sobre o modelo que o pai adotivo de Jesus representa para todos os que creem. “José é o homem escolhido por Deus para ser o tutor do Menino Jesus e o esposo virginal de Maria. É o carpinteiro que dignifica o trabalho, é aquele que protege o Menino e Nossa Senhora na fuga para o Egito, é aquele que dá o sustento necessário para a casa de Nazaré.” Dom Gil ainda apontou que “São José é invocado como aquele que provê aquilo que falta para a nossa casa” e que também é padroeiro da boa morte. “Ele que morreu nos braços de Maria e de Jesus, também pode interceder por nós para que tenhamos uma morte santa como foi a dele”, completou.

O Arcebispo de Juiz de Fora fez uma breve explicação sobre os símbolos presentes na imagem do santo. “Ele traz sempre um lírio, que representa a pureza de seu coração e a predileção de Deus para ser esposo de Maria. A imagem de São José tem ainda o Menino em seus braços, porque a sua missão é apresentá-Lo ao mundo, junto com Maria. Na mão de Jesus geralmente há um globo terrestre, para mostrar que Ele é o salvador da humanidade. Assim, também nós estamos como que nos braços de José.”

O Padre João Paulo Teixeira Dias, Pároco da Paróquia Bom Pastor – à qual pertence a Capela São José -, concelebrou com Dom Gil. “O exemplo de São José para nós sacerdotes, especialmente para mim, é o seu amor a Jesus. Nele nos espelhamos para a nossa missão, para o nosso trabalho pastoral. Em segundo lugar, de São José vem o exemplo daquele que se dedicou a cuidar da Sagrada Família. Por isso, amá-lo é amar o mistério do amor de Deus que se manifesta através do Seu Filho e que também nos dá de presente a sua Mãe, Maria, a quem nós devemos amar como nossa Mãe.”

Veja Também