Apresentado ao Papa Francisco o projeto “Kairos Oriente Médio”

0

Os cristãos do Oriente Médio “não são minorias e não precisam de nenhuma proteção”. Eles, “com o próprio testemunho, estão construindo pontes com seus companheiros de caminho de todas as religiões, na região e no mundo inteiro”. Foi o que ressaltou a secretária geral do Conselho das Igrejas do Oriente Médio, Souraya Bechealany, no encontro da última segunda-feira (02) com o Papa Francisco, no palácio apostólico, no Vaticano.

A secretária geral esteve acompanhada de uma delegação do Conselho das Igrejas do Oriente Médio formada pelo diretor do departamento de teologia e relações ecumênicas do Conselho, Pe. Gaby el Hachem; pelo consultor para a comunicação e as estratégias do organismo ecumênico, Ziad el Sayegh; e pelo diretor nacional das Pontifícias Obras Missionárias no Líbano, o sacerdote maronita Rouphael Zgheib.

Agradecimento pelo compromisso ecumênico do Papa

Durante a audiência, que durou 40 minutos, Bechealany agradeceu ao Papa Francisco por suas iniciativas excepcionais voltadas a encorajar os processos ecumênicos em favor da unidade dos cristãos, com o intento de testemunhar juntos a obra de Cristo em prol da dignidade humana.

O encontro ofereceu à delegação a oportunidade de apresentar ao Papa o projeto “KAIROS Oriente Médio: rumo a um pacto global das Igrejas”, que segundo seus inspiradores manifesta uma concordância com a “visão profética” e a paixão apostólica do Papa “nesta fase crítica da história do Oriente Médio e do mundo”.

Projeto integral será apresentado na próxima assembleia geral

A secretária geral pediu ao Papa Francisco que abençoe o projeto, que será apresentado na sua forma completa e em seus possíveis desdobramentos por ocasião da próxima Assembleia Geral do Conselho, programada para setembro de 2020.

Recebendo a delegação em audiência, Francisco recordou ter ficado impressionado com o pronunciamento de Souraya Bechealany durante o encontro ecumênico de Bari – sul da Itália –, em julho de 2018, e louvou sua dedicação como mulher na condução do Conselho das Igrejas do Oriente Médio, reiterando que “a Igreja é mulher, não é, por ventura, a esposa de Cristo?”

Presenteado ao Papa um ícone de Santo Inácio de Antioquia

O Papa expressou sua bênção para o organismo ecumênico e suas iniciativas, e também convidou os membros do Conselho a focalizar suas escolhas e sua ação em torno da experiência da sinodalidade, a ser reconhecida como expressão das dinâmicas empregadas e alimentadas no corpo eclesial da obra do Espírito Santo. A delegação do Conselho presenteou ao Papa um ícone de Santo Inácio de Antioquia, sinal da união das Igrejas.

Conselho das Igrejas do Oriente Médio fundado em 1974

O Conselho das Igrejas do Oriente Médio, fundado em 1974 em Nicósia e atualmente com sede em Beirute, tem a finalidade de facilitar a convergência das comunidades cristãs do Oriente Médio sobre temas de interesse comum e favorecer a superação de contrastes de matriz confessional.

Souraya Bechealany, cristã maronita, ensina teologia na Universidade São José de Beirute, no Líbano. Foi eleita secretária geral do Conselho em janeiro de 2018, e iniciou com seus colaboradores um processo de reestruturação dos departamentos do organismo eclesial.

Fonte: Site Vatican News

Conteúdo Relacionado
X