11ª Via-Sacra Jovem traz testemunhos sobre Servo de Deus Guido Schäffer

*Via-Sacra 2019
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Milhares de jovens são esperados na 11ª edição da Via-Sacra Jovem ao Morro do Cristo, marcada para o próximo domingo, dia 8 de março. O evento, que desde 2010 é realizado no segundo Domingo da Quaresma, este ano foi apelidado de “Sinodal” e terá o mesmo lema da iniciativa pastoral: “Proclamai o Evangelho pelas ruas e sobre os telhados” (cf. Mt 10,27).

Assim como nos últimos anos, a concentração será a partir das 8h, na Igreja Nossa Senhora de Fátima, localizada próximo ao portão Norte da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Às 8h30, haverá Santa Missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, e, em seguida, tem início a Via-Sacra.

No trajeto até o Morro do Cristo, são meditados os passos de Jesus rumo à Sua Paixão, Morte e Ressurreição, mistério central da fé cristã. No percurso, os jovens conduzem as réplicas de símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) – Cruz dos Jovens e Ícone de Nossa Senhora -, e as 15 cruzes que representam as estações da Via Dolorosa.

O cortejo anual, que tem os objetivos de levar à reflexão sobre a vida de Cristo e de sensibilizar a juventude para o aprofundamento de sua espiritualidade, em 2020 também trará a pergunta: “Como viver a santidade na cidade?”. Será lembrado o exemplo do Servo de Deus Guido Schäffer, conhecido como o “anjo surfista”. Os pais e um amigo do jovem estarão presentes e darão testemunhos sobre a caminhada e a vida do seminarista, cujo processo de beatificação e canonização corre na Santa Sé. “Vamos ver nesse jovem o exemplo de alguém que conseguiu ser santo diante dos desafios da grande cidade”, disse Dom Gil ao convidar toda a Arquidiocese para participar do evento.

A Matriz Nossa Senhora de Fátima, onde terá início a Via-Sacra Jovem, fica na Rua Nossa Senhora de Fátima, 52 – Bairro Nossa Senhora de Fátima.

Servo de Deus Guido Schäffer*

*Servo de Deus Guido Schäffer

Guido nasceu em 22 de maio de 1974, na cidade de Volta Redonda (RJ). Filho de Guido Manoel Vidal Schäffer e de Maria Nazareth França Schäffer, desde o nascimento residiu com os pais na cidade do Rio de Janeiro, no bairro de Copacabana.

Cursou Medicina na Faculdade Técnica Educacional Souza Marques (1993 a 1998), no Rio de Janeiro. No ano que se formava em medicina iniciou o Grupo Fogo do Espírito Santo com o Pe. Jorjão (grupo de oração da RCC, na Paróquia de Nossa Senhora da Paz, Ipanema).

Aproximou-se da pastoral da saúde quando trabalhava como médico na Santa Casa de Misericórdia. Após retiro na Comunidade Canção Nova, conheceu as irmãs da ordem fundada por Madre Teresa de Calcutá (Missionárias da Caridade), a quem ofereceu seu trabalho, e começou a atender os pobres de rua. Da participação nestas obras de caridade há relatos de curas inexplicáveis, de conversões e de moradores de rua que decidiram lutar contra os vícios.

Chamado ao sacerdócio, foi acompanhado pelo Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro, Dom Karl Josef Romer. Cursou Filosofia (2002 a 2004) e Teologia (2006/2007) no Instituto de Filosofia e Teologia do Mosteiro de São Bento do Rio de Janeiro. Como aluno externo, Guido conseguiu conciliar os estudos preparatórios para o sacerdócio com o apostolado que exercia como leigo.

Em 2008, ingressou no Seminário São José (Rio de Janeiro) para cursar os dois últimos anos do curso de teologia, pois é necessário um período mínimo de vida no seminário para a ordenação sacerdotal.

Em 01 de maio de 2009, com trinta e quatro anos de idade, Guido faleceu, vítima de uma contusão na nuca que gerou desmaio e afogamento, enquanto surfava, na praia da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

*Com informações do www.guidoschaffer.com.br

Veja Também