Sínodo Arquidiocesano

0

Estamos para iniciar as atividades práticas do 2° Sínodo Arquidiocesano de Juiz de Fora: 7 de dezembro será o grande dia. Com a Ordenação de 28 novos diáconos, daremos partida a nova fase da Igreja Particular, ampla revisão, animação e revitalização da vida eclesial na cidade e no campo. Tudo vem sendo preparado, há mais de um ano, com muita oração, celebrações, reuniões e encaminhamentos práticos.

O que é Sínodo? Quanto à etimologia, o termo tem raízes no idioma grego e significa “caminhar juntos”. Quanto ao fundamento bíblico, realizar Sínodo resulta na disposição de cumprir o desejo de Cristo que rezou ao Pai: “Que todos sejam um para que o mundo creia, como eu e Tu, Pai, somos um” (Jo. 17, 21).

Para quê celebrar um Sínodo? A Igreja, constituída de seres humanos, precisa estar sempre atenta à sua missão de espalhar o evangelho, de celebrar os mistérios de Deus e de santificar a cada um de seus filhos. Neste sentido, deve ter a humildade de rever suas ações, melhorar seus métodos, criar novos meios, animando e reanimando seu ardor apostólico. O centro, o princípio e o fim do Sínodo são sempre a pessoa de Jesus Cristo. É com olhos fixos nele que terá sentido a caminhada sinodal.

O lema do 2° Sínodo Arquidiocesano de Juiz de Fora é “Proclamai o evangelho pelas ruas e sobre os telhados” (cf. Mt 10, 27) e nosso mote se confirma: “Arquidiocese de Juiz de Fora, uma Igreja sempre em missão”.

Viva o 2° Sínodo! Intensamente!

Dom Gil Antônio Moreira
Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora

Conteúdo Relacionado
X