Secretário-Geral da CNBB recebe nova Presidenta Da CRB e organizações reafirmam a continuidade de uma relação sinodal

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O bispo auxiliar do Rio de Janeiro (RJ) e secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Joel Portella Amado, recebeu, na manhã desta sexta-feira, 29 de julho, em uma visita de cortesia, a presidenta recém eleita da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB Nacional), irmã Eliane Cordeiro de Souza. Ao apresentar a nova presidenta da CRB, a irmã Maria Inês Ribeiro destacou que a parceria entre as duas organizações cresceu muito nos últimos anos e trata-se de uma experiência sinodal.

A reunião tratou dos seguintes assuntos: a participação da nova presidenta da CRB na 59ª Assembleia Geral da CNBB, a continuação da parceria entre a CRB e a CNBB para a manutenção do Núcleo Lux Mundi e a organização de uma campanha para aumentar os índices de cobertura vacinais que vem caindo no Brasil nos últimos anos.

A nova presidenta da CRB, irmã Eliane Cordeiro, definiu a primeira reunião com a CNBB como uma experiência muito agradável de comunhão e fraternidade. “Dom Joel é uma pessoa que abraça e acolhe”, disse. Ela reafirmou que a nova gestão da CRB quer dar continuidade ao caminho de comunhão e parceria entre as duas conferências a serviço do povo de Deus, dos pobres e da Igreja. Em sua gestão, à frente da CRB, a nova presidenta destacou que o grande desafio é colocar em prática o horizonte e as prioridades que a vida religiosa no Brasil elegeu em nossa 26ªAssembleia Geral eletiva, realizada de 19 a 22 de julho.

Nas prioridades de trabalho da vida religiosa, ela apontou que estão presentes o trabalho com as mulheres, crianças, jovens ameaçados e as questões relativas aos indígenas, povos originários, ao tráfico humano e racial. “São grandes causas que a vida religiosa assume desde sempre e seguirá assumindo a favor da vida”, afirmou.

Mensagem de irmã Maria Inês Ribeiro à vida religiosa

Despedindo-se da presidência da CRB, a irmã Maria Inês definiu este tempo de trabalho frente à organização como uma grande bênção e graça extraordinária que lhe permitiu se colocar a serviço e crescer no caminho que a Igreja faz de serviço. “No serviço, na dedicação e no amor, a gente cresce. A gente dá, mas recebe muito em troca. Permaneçamos no amor de Jesus que assim seremos mais força”, reforça.

A minha mensagem à vida consagrada do Brasil é a de mantermos o compromisso maior com a causa do Reino, porque votamos na 26ª Assembleia de continuarmos juntos neste caminho sinodal, com todos os organismos, como povo de Deus, com a Conferência dos bispos. “Juntos somos mais fortes e nos fortalecemos em nosso serviço e missionariedade para atendermos o pedido do Papa Francisco para sermos, cada vez mais, uma Igreja em saída, uma vida consagrada que sai das suas comodidades e zonas de conforto para servir, realizando a nossa condição batismal como discípulos e discípulas de Jesus”, conclui.

Saiba mais:
Missa da solenidade da Imaculada Conceição marca 1 ano de criação do Núcleo Lux Mundi – CNBB
Conferência dos Religiosos do Brasil escolhe prioridades e elege nova presidenta para o triênio 2022-2025 – CNBB

Fonte: Site da CNBB

Veja Também